Chuva chega a Prudente, após 42 dias de estiagem

Principal motivo da mudança, segundo setor de meteorologia da Unesp, foi uma frente fria que se aproxima da cidade e região

JANAÍNA TAVARES - Especial para O Imparcial • 17/05/2018 08:54:24

Previsão para próximos dias é de frio intenso, devido à estação do inverno que se aproxima. Foto: Marcio Oliveira

Desde o dia 3 de abril, não chovia em Presidente Prudente. Na noite de terça-feira, porém, a população prudentina presenciou a primeira precipitação em 42 dias. Segundo o setor de meteorologia da Unesp (Universidade Estadual Paulista), choveu aproximadamente 1,4 milímetro no município e o principal motivo da mudança de clima foi devido a uma frente fria que se aproxima cada vez mais da cidade e região.

Conforme o meteorologista José Tadeu Garcia Tomaselli, não é de hoje que as alterações climáticas instigam a curiosidade da população. “É normal que essas situações possam surpreender os munícipes porque em determinado momento, pode estar calor e chover mais tarde no mesmo dia, mas isso se explica por causa da frente fria que aparece na região com uma determinada frequência, de dois a três dias”, avalia. Na última data que teve precipitação, choveram aproximadamente três milímetros, quantidade acima do valor registrado anteontem.

“Apesar de não superar, a mudança já ajudou a dar uma ‘refrescada’ na cidade e podemos classificar essas frentes frias, que se deslocaram desde o Rio Grande do Sul, com chuvas isoladas e de forma ampla”, exemplifica José Tadeu. Para os próximos dias, segundo adianta, a população pode esperar uma previsão de frio intenso devido ao inverno que se aproxima, além da tendência contínua do surgimento das chamadas frentes frias.

Segundo o site do Climatempo, para hoje há probabilidade de chover 5 milímetros, com máxima de 29°C e mínima de 17ºC. Para amanhã, o site mostrou que a quantidade de chuvas deve ser a mesma, sendo que máxima e mínima variam entre 29ºC e 18°C, respectivamente.

 

Felicidade inesperada

Para a autônoma Estefani Oliveira, 25 anos, a chuva trouxe alegria, mas também preocupação. “Eu nem senti muito a chuva de ontem [anteontem], porque foi bem pouco, mas já ajudou a amenizar o tempo seco que por sinal não é nem um pouco bom para saúde de ninguém”, observa, ao argumentar que nesta época do ano, ela prefere um clima mais fresco e ameno. “O interessante seria um tempo balanceado, nem muito quente ou frio e, além do mais, o inverno me preocupa porque também não é legal se ficar muito intenso por aqui”.

Com a mesma opinião, o repositor de mercadoria, Gilson Ramos Pinheiro, 47 anos, salienta que também prefere quando o tempo está em equilíbrio. “Apesar de ter sido muito boa essa chuva, a cidade necessita de mais, porque ainda está muito seco por aqui e também sinto que o frio cada vez mais se aproxima, mesmo que de forma lenta”, destaca. Para ele, a probabilidade de oscilação “é inevitável”, o que ajuda em mudanças constantes. “A gente agora fica na dúvida se vai precisar comprar ou não roupas mais pesadas ou se devemos investir em vestimentas mais frescas”, conclui o repositor de mercadoria.

 

SAIBA MAIS

De acordo com o site do Climatempo, a primeira quinzena de maio foi marcada por tempo seco e calor no centro-sul do Brasil. A segunda quinzena do mês terá várias frentes frias que vão influenciar não apenas a região Sul, mas também o Sudeste, o Centro-Oeste e até o Norte do Brasil. Estas frentes frias vão trazer chuva e mais ar polar para baixar a temperatura deste mês, considerado quente até o momento.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste