Polícia Militar Rodoviária - Pasta base de cocaína foi adquirida em uma cidade da Bolívia

Foto: Polícia Militar Rodoviária - Pasta base de cocaína foi adquirida em uma cidade da Bolívia

TRÁFICO INTERNACIONAL

Com drogas sob as roupas, bolivianas são presas por tráfico

Detidas afirmaram que foram contratadas para transportarem o entorpecente até a capital paulista; pelo serviço, cada uma receberia a quantia de U$ 300 (dólares)

  • 24/06/2019 16:16
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A Polícia Federal apura a procedência de aproximadamente 6,8 kg de pasta base de cocaína que estavam sendo transportados em um ônibus na Rodovia Raposo Tavares (SP-270). O flagrante ocorreu na madrugada de hoje, quando a Polícia Militar Rodoviária suspeitou de “um certo volume” nas vestimentas de três bolivianas.

As mulheres, de 27, 28 e 46 anos, estavam em um ônibus de turismo que havia saído de Corumbá (MS) e seguiria a São Paulo (SP). De acordo com o policiamento rodoviário, depois de verificado que as passageiras poderiam esconder algo embaixo das roupas, receberam ordens para descerem do coletivo a fim de averiguar o fato.

Contrato em dólar

Durante entrevista, as mulheres confessaram o tráfico e afirmaram que receberiam U$ 300 (dólares) cada uma para transportar a droga à capital paulista. Segundo apurado pelos militares, a origem da pasta base de cocaína era a cidade de Porto Kiharro, na Bolívia, o que configura o tráfico internacional.

Diante dos relatos e indícios do comércio ilegal, as acusadas foram conduzidas à Delegacia de Polícia Federal em Presidente Prudente para prestarem esclarecimentos. No local, elas permaneceram em cárcere até o começo da tarde, antes de serem encaminhadas para a audiência de custódia.