"Direção Segura"

Fiscalização aborda 163 condutores em duas vias de Prudente

Um motorista foi preso por embriaguez ao volante e outros 5 autuados com nível de álcool no sangue considerado tolerável

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 12/01/2019 13:07:16

Foto: Polícia Militar - Fiscalizações ocorreram em duas avenidas de Prudente

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito) realizou entre as 20h de ontem e 2h de hoje a Operação Direção Segura em dois pontos de bloqueio em Presidente Prudente. A ação visa conscientizar e coibir o consumo de álcool e outras substâncias psicoativas na condução de veículos, o que resulta em redução nos números de acidentes de trânsito. Segundo a Polícia Militar, foram fiscalizados 163 motoristas, sendo que três foram autuados por se recusar a fazer o teste de etilômetro, e outros cinco com valor de álcool tolerável. Ainda, um condutor foi preso por embriaguez.

Além destas ocorrências, os militares apreenderam um automóvel e uma motocicleta, uma vez que os condutores não apresentaram o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) anual, recolheu CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) que estavam suspensas, e ainda documentos de motoristas não habilitados. Durante a fiscalização, a polícia também prendeu em flagrante um motorista portando cigarro de maconha. Ele foi conduzido à Delegacia Participativa para elaboração do boletim de ocorrência.

Pontos de bloqueio

A operação do Detran segue um calendário anual e percorre os principais municípios do Estado de São Paulo, sendo que as fiscalizações contam com o apoio das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica. Em Prudente, as equipes estiveram na Avenida 11 de Maio, próximo ao Centro Olímpico, e na Avenida Presidente Juscelino Kubistchek de Oliveira, em frente ao Lar dos Meninos.

De acordo com a corporação militar, o motorista submetido ao teste de etilômetro que registrou índice de alcoolemia de até 0,33 mg/l foi autuado em R$ 2.934,70. Os que recusaram o teste foram atuados no mesmo valor, além de que, ambos os registros resultaram na apreensão da CNH, com a possibilidade de suspensão pelo tempo de um ano.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste