Homem é morto a golpes de faca no Jardim Maracanã

Durante diligências, Polícia Militar conseguiu localizar e prender um casal investigado pelo homicídio

PRUDENTE - ROBERTO KAWASAKI

Data 29/03/2020
Horário 10:41

A Polícia Militar prendeu um casal investigado pela morte de um homem de 33 anos na noite de ontem, no Jardim Maracanã, em Presidente Prudente. O homicídio ocorreu após uma discussão entre vizinhos, ocasião em que a vítima foi agredida com golpes de faca e capacete.

Foi por volta das 21h30 que o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) recebeu o chamado e comunicou os policiais para comparecerem à Rua Maria Mazzucheli Caravina. No local, forma informados de que um casal, 19 e 26 anos, envolveu-se em uma briga com o vizinho e desferido facadas no mesmo. Depois do crime, ambos solicitaram um veículo por aplicativo e fugiram do local.

De acordo com a Polícia Militar, quando a corporação chegou ao endereço o portão da residência estava aberto e a vítima caída aos fundos, “agonizando”. Segundo o boletim de ocorrência, os policiais militares chegaram a perguntar quem era o autor – a vítima conseguiu responder, mesmo que baixo.

Na sequência, chegou a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e prestou os primeiros socorros na tentativa de reanimar a vítima. Porém, a morte foi constatada ainda no imóvel.

 

“TRANQUILOS”

Diante das informações obtidas, os policiais fizeram diligências e conseguiram o endereço que o casal havia sido deixado – era a residência da mãe da acusada, no Jardim Marisa. Conforme a Polícia Militar, quando a equipe chegou ao imóvel encontrou o casal sentado “tranquilamente” em uma cadeira de área na frente da casa.

Em um primeiro momento, o autor deu o nome de outra pessoa e disse não saber de nada. Porém, logo foi identificado e recebeu voz de prisão. Durante a abordagem, segundo a polícia, a mulher passou a gritar que havia praticado o crime em legítima defesa e partiu para cima de uma policial, mas foi contida e algemada.

Na Delegacia de Polícia Civil, o acusado disse que estava chegando no local dos fatos com a sua esposa, com um fardo de cerveja, quando a vítima que é vizinha do casal “mexeu com a mulher”. Foi então que teve início a discussão. Mais tarde, a vítima teria retornado ao local com outro indivíduo, momento em que a briga teve continuidade.

Na ocasião, o autor assumiu que entrou na casa, pegou a faca e desferiu o golpe contra o peito do vizinho. Posteriormente, disse aos militares que todas as vezes que chegava em casa a vítima ficava lhe encarando, e teria dito que iria tirar satisfação com ela.  

Já a mulher relatou que no momento dos fatos “sofreu um apagão” e passou a gritar que tudo teria ocorrido em legítima defesa.

Depois de colhidas as versões, os envolvidos permaneceram presos. O caso foi registrado como homicídio por motivo fútil e será investigado.

Publicidade
eixosp

Veja também