Patrícia Motta - Ideia é minimizar os prejuízos no ano letivo neste momento de isolamento social

Foto: Patrícia Motta - Ideia é minimizar os prejuízos no ano letivo neste momento de isolamento social

SEDUC

Prefeitura disponibiliza orientações de estudos aos alunos da rede municipal

Tratam-se de instruções sobre como ajudar o estudante a elaborar uma rotina durante o período de distanciamento social

  • 07/04/2020 21:00
  • DA REDAÇÃO

A Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da Seduc (Secretaria Municipal de Educação), informa que estão disponíveis orientações de estudos para todas as famílias e alunos do sistema municipal de ensino. Todo conteúdo pode ser conferido no link educacaopp.sp.gov.br/Apoio.

Segundo a titular da Seduc, Sônia Pelegrini, os técnicos da secretaria, juntamente aos gestores, diretores e orientadores pedagógicos das escolas, elaboraram orientações para AEE (Atendimento Educacional Especializado), EJA (Educação de Jovens e Adultos), bem como aos ensinos infantil, da creche à pré-escola, e fundamental, do 1º ao 5 ano.

"São orientações e instruções de estudo sobre como ajudar o aluno a elaborar uma rotina, inclusive sugestões de rotina, quais horários do dia os pais ou responsáveis podem fazer com que a criança faça uma leitura, pesquisa, produção de texto, desenhos, brincadeiras e tudo mais", detalha.

Já a partir do dia 22 deste mês, ela conta que a mesma equipe segue trabalhando para produzir material específico para cada ano. "Cada escola terá um link ao qual as famílias terão acesso. Caso não tenham acesso à internet, teremos o material na escola e vamos encontrar uma forma, sem causar aglomeração, para que possam ter esse material impresso na unidade", adianta.

Também a partir do dia 22, Sônia conta que o município contará com material produzido pelo governo do Estado de São Paulo.

"A ideia é minimizarmos os prejuízos no ano letivo neste momento de distanciamento social. Temos dito às crianças que não são férias, é um período necessário de distanciamento. Estamos solicitando a colaboração dos pais para que eles possam, juntamente às crianças, organizar uma rotina. Retornando à escola, vamos verificar a situação de cada criança para conseguirmos recuperar esse período", comenta.

A secretária lembra ainda que o período de 23 de março até a última sexta-feira foi dado como recesso. Dessa forma, ela afirma que, assim que as aulas forem retomadas, não haverá suspensão das atividades em julho, como ocorre normalmente. "Teremos que trabalhar as 800 horas letivas do ano", pontua.