Sesc recebe festival de tênis de praia

 11/11/2017  - PAULO TAROCO - Especial para O Imparcial

A A A

O tênis de praia pode ainda ser novidade para muitos, mas em Presidente Prudente a modalidade recebe sua segunda edição de um festival. Na tarde de hoje, a partir das 15h, a quadra de areia do Sesc (Serviço Social do Comércio) Thermas será palco do evento que pretende reunir cerca de 30 atletas nas areias da unidade prudentina.

A modalidade chegou a Prudente em julho, também por meio do Sesc Thermas, que trouxe o professor Guilherme Prata, um dos responsáveis por propagar o esporte pelo país. Guilherme apresentou a novidade esportiva à cidade por intermédio de Emerson Silva. Após sua visita, agora quem coordena as atividades do tênis de prata na unidade é Emerson Silva, que ocorrerem todos os sábados à tarde. Ele, inclusive, é um dos responsáveis pela organização das disputas de hoje. As disputas serão realizadas em duplas, que serão sorteadas antes do festival. As inscrições estarão abertas até a realização do sorteio. “Conheci o esporte há cerca de quatro anos, em uma viagem ao Rio de Janeiro. Desde 1996, aproximadamente, sei que o esporte é praticado por lá. A cidade foi a primeira a receber o esporte aqui no Brasil”, conta Emerson Silva.

 

Mais sobre o tênis de praia

O esporte surgiu na Itália, no início da década de 1990. Como disse Emerson Silva, o Rio foi a primeira cidade do país a receber a prática. “A maioria das pessoas que vêm buscar o primeiro contato com o esporte, já tem uma experiência com o tênis. Normalmente, são homens ou mulheres, entre 15 a 45 anos”, explica.

As partidas são realizadas em três sets, com oito games, divididos em parciais de 15, 30 e 40 pontos, como no tênis convencional. Entretanto, as disputas em Prudente foram adaptadas a um set de seis games.

Emerson Silva explica também que a raquete tem o cabo um pouco curto que a do tênis tradicional e é toda de madeira e fibra de carbono, sem tela, e pesa entre 350 e 400 gramas. A rede fica posicionada a uma altura de 1,7 metro. E a bola tem a mesma medida da do tênis de quadra, mas com uma pressão 25% menor. A modalidade tem sido gerida pela CBT (Confederação Brasileira de Tênis), que tem um departamento específico para tratar dos assuntos relacionados ao tênis das areias.

Comentário