Vacinação contra gripe atinge 81,4% do público-alvo em Prudente

Prazo para se proteger contra o vírus termina na sexta, e tem como meta imunizar 90% das pessoas que integram grupos de risco

SANDRA PRATA • 13/06/2018 06:11:00

Em Prudente, são 28 salas de vacinação espalhadas pelas unidades de saúde. Foto: José Reis

Fique atento, o prazo para se previr contra a Influenza A (H1N1), A (H3N2) e B acaba nesta sexta-feira. Na região de Presidente Prudente, 189,8 mil pessoas já estão imunizadas, ao passo que ainda faltam 10,2 mil para aderir à campanha. Na maior cidade regional, ao todo, são 28 salas de vacinação espalhadas pelas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e ESFs (Estratégias de Saúde da Família). Na unidade da Cohab, segundo a gerente administrativa Meire Tolozzi, foi constatada alta de 60% na procura devido o fim do prazo. Na semana passada foram aplicadas 121 doses da vacina apenas na unidade.

Os grupos prioritários de atendimento são idosos, crianças, gestantes e mulheres que tiveram filhos em um período de 45 dias. Segundo dados da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), levantados na última quinta-feira, foram imunizados 28.570 idosos (89,33 %), 11.755 crianças na faixa de 6 meses a 5 anos (55,23%), 2.154 gestantes (55,25%) e 354 mulheres recém-mães (98,87%), resultando em um total de 51.524 vacinados, ou 81,44%. Atualmente, a cidade possui um registro de óbito por H1N1 e outros dois casos comprovados do vírus. Para evitar que o quadro evolua, a supervisora da VEM, Elaine Bertacco, conta que a meta é atingir 90% de cobertura do público-alvo.

Ainda de acordo com Elaine, existe a possibilidade de que a partir do dia 18 de junho mude o público prioritário com o aumento das faixas etárias de crianças e adultos. Todavia, as mudanças ainda não estão decididas. “É necessário avaliar se existem vacinas para atender esta demanda”, explica. Conforme ela, o público prioritário escolhido tem um cuidado maior tendo em vista que está mais suscetível a receber e apresentar agravos no quadro dos vírus influenza.

Por isso, a supervisora faz um apelo sobre a importância de manter a vacina em dia. “Muitas vezes, as pessoas falam que tomaram vacina e contraíram gripe, mas é preciso se atentar que esta gripe previne contra esses três vírus [A (H1N1), A (H3N2) e influenza B], ou seja, ainda sim você pode contrair um resfriado ou outro tipo de vírus, mas tomando estará protegido destes três”, reforça.

Rotina de vacinas

Meire, da Cohab, relata que sempre em que os prazos estão perto de cessar a procura aumenta, porém, a população deve se organizar melhor em relação ao horário que deseja ser atendida. O motivo é a aglomeração de pessoas em um determinado horário, fator que gera acúmulo e, talvez, demora no atendimento. “Pedimos para que quem tem disponibilidade, venha na parte da manhã, porque funcionamos o período todo e as pessoas deixam para vir após as 15h, e isso acaba juntando muitos atendimentos”, ressalta.

Justamente devido a esse acúmulo, hoje a unidade está trabalhando com três profissionais na sala de vacina (o habitual é um). “Fora isso tem a digitação documental, então, são em média cinco funcionários destinados a isso em um dia de atendimento comum”, explica Meire. 

Fugindo do tumulto

Justamente para não esperar muito tempo para ser atendido e evitar a aglomeração, Iasmim de Oliveira optou por levar o filho, de 1 anos e 3 meses, logo cedo para se vacinar. Sobre buscar a UBS já na semana final de vacinação, a mãe de primeira viagem afirma que aproveitou para prevenir o pequeno com outras vacinas contínuas da idade. “É importante que exista essa preocupação, principalmente para mantê-lo saudável”, pontua.

Outra prudentina que foge da aglomeração é Maria Neide Marinho, 65 anos. Ela já se adiantou e tomou a vacina na semana passada, porém, teve de visitar a unidade da Cohab hoje para levar o neto de quatro anos. A demora para vacinar o pequeno Samuel se deu por esperar a permissão do pediatra. “Ele estava gripado, então, o médico preferiu que esperasse até que ficasse melhor para vacinar”, explana.

SERVICO

Os grupos prioritários a serem atendidos são crianças de 6 meses a 5 anos; idosos acima de 60 anos; gestantes e mulheres que foram mães em menos de 45 dias. O atendimento na UBS da Cohab é das 7h às 17h. Segundo Elaine, as vacinas podem ser ministradas de acordo com o horário de funcionamento da própria unidade.

NÚMEROS

81,44%

do público-alvo foi vacinado em PP

90%

é a meta de cobertura vacinal a ser atingida

28.570

idosos foram imunizados

11.755

crianças de 6 meses a 5 anos receberam a dose

2.154

gestantes se vacinaram na campanha

354

puérperas se imunizaram

 

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste