19 de maio de 2017 às 15h04 - Esporte
Imprimir
RSS

Atletas prudentinos buscam os índices para o Mundial

por PAULO TAROCO-Especial

DESAFIO Equipe sub-18 do atletismo prudentino viaja com dez atletas, visando vaga para o Mundial da categoria, no Quênia

 

Dez atletas da equipe de atletismo da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes de Presidente Prudente) viajam hoje para Campinas, onde disputam uma das etapas regionais do Campeonato De Atletismo Sub-18, que ocorre entre amanhã e domingo. Na etapa deste final de semana, os corredores prudentinos lutarão por índices necessários para garantia de vaga para o Mundial de Atletismo da categoria, no mês de junho, no Quênia.

Uma das atletas presentes, Giovana Rosália dos Santos – primeira colocada no ranking nacional da categoria – já tem vaga garantida, entretanto participará da prova dos 400 metros, sua especialidade, no intuito de se preparar e manter o nível para as provas do Mundial.

Prudentinos treinaram na tarde de ontem, na pista da FCT/Unesp

Além de Giovana Rosália, outros dois atletas, destaques da equipe da Semepp, viajam como favoritos para as provas que disputarão. Maria Vitória Sena – segunda colocada no ranking nacional da categoria – correrá nas provas dos 100 e 200 metros, onde já obteve os índices em provas anteriores, mas não garantiu a vaga por questões ligadas à aferição da velocidade do vento. Juntamente com a atleta, outro favorito ao índice e integrante da equipe de Presidente Prudente é Fabio Henrique Lima, corredor da prova dos 400 metros.

Na tarde de ontem, na pista da FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia de Universidade Estadual Paulista), os atletas realizaram mais um treino, em preparação à etapa de Campinas. O treinador da equipe prudentina, o ex-velocista Inaldo Sena, destacou alguns pontos relevantes desse período, que antecede o embarque para as provas. “É necessário estar com o psicológico sempre bom, apesar das dificuldades e desafios, isso faze parte da vida de qualquer atleta. E a equipe está muito bem nesse sentido, e também muito bem preparada para irmos e obtermos os índices”, analisa Inaldo Sena.