16 de maio de 2017 às 09h15 - Editorial
Imprimir
RSS

Solidariedade e compaixão podem ser expressadas em diversos momentos

 

A solidariedade é um gesto nobre, identificado em momentos diversos. É o impulso e a vontade em ajudar o próximo, se colocar no lugar dele. Fazer algo que amenize a sua dor ou que o incentive a continuar. Seguir em frente. Se parar para pensar, várias são as formas possíveis de ser solidário com algum acontecimento ou com alguém. Basta estar tento.

Uma atitude diretamente ligada à compaixão. Outro sentimento nobre, oriundo do coração de poucos, mas com consequências inimagináveis e imensas. A compaixão é piedosa de simpatia para com a tragédia pessoal de outras pessoas, acompanhado do desejo de minorá-la. É ainda a participação espiritual na infelicidade alheia que suscita um impulso altruísta de ternura para com o sofredor.

Gesto e sentimento que podem ser vistos em muitos momentos e em diferentes situações. Basta estar atento. Um destes momentos pode ser, por exemplo, por um passeio na Expodefic/Feidefic (Exposição e Feira de Trabalhos Artesanais da Pessoa com Deficiência), que ocorreu na última semana em Presidente Prudente. Muitas pessoas foram solidárias durante este evento, já que comprando qualquer produto estariam ajudando entidades que incentivam o artesanato como uma forma de inclusão social. Porém, mais do que adquirir qualquer peça, o elogio e o incentivo para com os artistas são de extrema importância para que se sintam valorizados. Isso também é solidariedade, é compaixão. É se colocar no lugar do outro.

Tais ações também foram percebidas na tragédia ocorrida em um supermercado, de Santo Anastácio. O estabelecimento comercial, tradicional na cidade, foi “engolido” pego fogo. Dizem que é o maior incêndio da cidade. No local, enquanto os bombeiros faziam o serviço – tanto na noite do incidente, quanto no dia seguinte -, a população olhava tudo aquilo com tristeza e compaixão. Um olhar atônito, de inutilidade, de não poder fazer nada. As pessoas estavam perplexas. E no meio do acontecimento trágico, o coração falou mais alto e a solidariedade veio à tona, derrubando qualquer concorrência, no momento em que funcionários e automóvel de outro supermercado se colocaram à disposição no que fosse preciso. E foi preciso! E a ajuda foi concretizada!

São estas atitudes que nos fazem crer num país mais justo. Brasileiro tem uma alma generosa e, sempre que necessário, mostra isso.