Cidade triste

Toninho Moré

COLUNA - Toninho Moré

Data 11/06/2021
Horário 06:08

O que parece alegrar alguns nos finais de semana virou pesadelo para outros no meio da semana em Presidente Venceslau. São festas clandestinas e encontros desnecessários, o abandono da máscara e outros meios de proteção para a Covid. 

SALDO DO DESRESPEITO
Esta vem sendo, me parece, a causa principal do vírus da Covid entrar nos lares e fazer vítimas fatais. Ontem, Presidente Venceslau teve mais três óbitos tendo como causa sintomas de Covid. Isso precisa ser levado em conta, de maneira oficial.  

NÃO SABEM O QUE FAZER
Nestes últimos dias, prefeitos se uniram de frente aos computadores para reunião virtual e análise da situação de contágio da Covid pela região. Todos recuaram diante dos pedidos do DRS e Promotoria para a implantação de um “lockdown regional”. 

MEDO DE TUDO 
O fato demonstra que os prefeitos não têm coragem de enfrentar o sistema financeiro que domina as cidades. É evidente que a reunião virtual foi feita para que cada um se isentasse da responsabilidade em parar sua cidade. 

DEIXARAM NA MÃO DE UM SÓ 
A batata queimou na mão do prefeito Ed Thomas de Presidente Prudente. A decisão seria dele. Como o mesmo representa uma entidade, fez uma chamada geral e lá veio o pedido, quase que unânime, de não realizar a paralisação.

PEDIDOS QUE NÃO RESOLVEM 
No momento, os pedidos que os prefeitos decidiram colocar num documento para governos do Estado e federal, são apenas paliativos, ou seja, nada que resolva o avanço do contágio pela região. São detalhes que simplesmente amenizam o atendimento. 

ENQUANTO ISSO 
Enquanto eles decidem por um pedido que ainda vai ser analisado, detalhado pelas autoridades maiores, os hospitais estão cheios e as filas de gente em busca de uma UTI aumentam todos os dias. 

DECISÕES NA CONTRAMÃO DA VIDA
Tudo isso quer dizer que o “lockdown” é necessário. Colocar mais leitos, aumentar os hospitais, são medidas que não vão conter a pandemia e ainda esqueceu-se de um detalhe, onde irão arrumar mais profissionais de saúde? 

ONDE? 
A pergunta é difícil de responder. Os que estão trabalhando na região se mostram exaustos, cabisbaixos e preocupados. Tem gente ficando doente por causa da doença e não pela doença. É difícil demais conviver com isso todos os dias. 

PENSAR DIFERENTE
Um amigo me diz sempre: “Autoridade tem que ser autoridade. Não pode ter medo nas decisões”. Está certo. O que é bom para a sua cidade neste momento? O que pararia o contágio e as mortes? Tem que decidir em favor da vida. 

POLÍTICOS NA UTI
Até ontem a região tinha três vereadores internados com Covid. São de Presidente Bernardes e Dracena. Um era de Presidente Venceslau e morreu ontem à tarde. 

A MORTE DO VEREADOR PINTADO 
A Covid tem sido devastadora em todos os lugares. Ontem Presidente Venceslau perdeu um de seus vereadores, o advogado Carlos Alberto Pintado Duran Carbonaro, aos 53 anos. Fazia parte do PSDB. Foi eleito no ano passado com 350 votos. 

POPULARIDADE
O vereador Pintado era muito querido pela cidade. Alegre, contundente, inteligente e trabalhador, mantinha amizades por todos os cantos. Tinha três alegrias entre muitas outras: a família, o Santos e, recentemente, uma cadeira na Câmara, da qual se orgulhava.

ONTEM FORAM TRÊS
Presidente Venceslau perdeu três pessoas ontem por Covid. O vereador Pintado, o Sr. Mário Pinto, pecuarista de 81 anos e Marcos Santana, empresário de automóveis de 45 anos. A doença não está de brincadeira na cidade.
 

Veja também