“Brasil é potência no paradesporto”, diz coordenador

- OSLAINE SILVA - Da Redação

Data 20/09/2019
Horário 07:55
Marcos Chicalé - Marcio: “A inclusão através do esporte deve ser oportunizada” Foto: Marcos Chicalé - Marcio: “A inclusão através do esporte deve ser oportunizada”

Ainda sobre a importância do Festival Paralímpico que será realizado amanhã em Presidente Prudente, no PUM (Parque de Uso Múltiplo), o coordenador técnico do evento, Marcio Rodrigues, diz que o momento não poderia ser melhor para a cidade ser contemplada com a iniciativa. Um momento tão relevante para o paradesporto nacional com a conquista do primeiro lugar nos Jogos Parapan-americanos, em Lima, no Peru. “O Brasil é considerado uma potência paralímpica. No paradesporto!”, pontua ele.

Segundo Marcio, o festival vem comemorar o Dia do Atleta Paralímpico com um sabor bem especial: com o objetivo de que os deficientes que estiverem presentes vivenciem de uma forma lúdica e recreativa atividades pré-desportivas, de forma que possa despertar neles o desejo de praticar algum esporte, seja na escola regular ou por equipes organizadas para esse fim.

“A inclusão através do esporte deve ser oportunizada ao deficiente, seja ela pelo Estado ou pela iniciativa privada, por meio de projetos. O Brasil é considerado uma potência paralímpica. Esse festival vem para motivar ainda mais a garotada, por meio de atividades adaptadas, de fácil realização e passíveis de motivação”, frisa o coordenador.

Marcio destaca a colaboração essencial no festival, do Grupo de Estudos e Pesquisa em Inclusão Escolar, Tecnologia Assistida e Atividade Motora Adaptada coordenado pelo professor Dr. Manoel Osmar Seabra Júnior e pelo Grupo de Residência Pedagógica coordenado pelo professor Dr. Luís Rogério Romero.

Veja também