​​​​​​​DESTES?

CRÔNICA - Persio Isaac

Data 05/01/2020
Horário 05:08

Presidente Prudente é uma terra abençoada. Temos o privilégio de ter em nosso convívio social, sósias de artistas famosos americanos. Carlão "James Gardner" Machado é um deles. Nadador dos bons da Prudentina nos anos 60. Vou citar mais alguns que compõe esse Cast famoso: Fernando "James Courbon" Herrera, José Roberto "Willian Holden Marcondes, Miguel "Charles Bronson", irmão do grande cirurgião buco-facial, o querido amigo, Paulo Anderáos Cassis, Tadeu "Elliott Gould" Ciabatari.

Ah, não podia esquecer de Deolindo "Willem Dafoe" Crepaldi( Del Crepaldi). O ator da famosa serie São Francisco Urgente, Karl Malden. Aqui é conhecido como Sr. Estrela. E não é que nos anos 60 surge Marlon Brando. Carioca, boa pinta e a cara do Marlon Brando. A gente chamava ele de Marlon. Mas, peraí, o que faz um carioca parecido com o grande ator, morando na querida Presidente Venceslau?

Carioca pra sair da cidade maravilhosa é raríssimo. Deve ter encontrado o tão sonhado pote de ouro no fim do arco-íris. Lógico meu camarada, casou com uma filha de um fazendeiro poderoso da cidade.

Acertei na mosca. Mas o Marlon merecia brilhar em outros palcos. Um dia na casa do Nenê Medeiros, o nosso maior playboy, uma espécie de Jorginho Guinle prudentino, apareceu o Marlon. A juventude transviada estava escutando a Dedé. Dedé de família “quatrocentona” de São Paulo, símbolo da burguesia paulistana estava nos contando da sua viagem para a Europa. Eu conhecia a Europa nas telas do Cine Presidente. Todos embasbacados com o relato da Dedé, menos Marlon. Numa certa altura do cult relato dessa viagem dos sonhos, Marlon encostado na parede de braços cruzados, pergunta pra Dedé, com aquele sotaque inconfundível e charmoso:  Dedé me diz uma coisa: "Tu destes o cu lá na Europa"? PQP, escândalo geral, a mesma coisa se descobrissem que o Papa era uma Drag Queen numa orgia a lá Calígula.

Dedé que já era uma bolsonariana desde aquela época, ficou horrorizada, possessa, envergonhada, ruborizada com tamanha insensatez da pergunta zeferiana de Marlon. Teve alguns amigos, na inocência se entregaram, afinal os troca a troca eram comuns na juventude curiosa e reprimida. Ainda bem que Virna a Vampira, histórica personagem dos catecismos de Carlos Zéfiro, me salvou dessa dolorosa experiência. Era apaixonado pela Virna.

Minha imaginação voava mais alto que o Abutre Griffon. Vivia no mundo mágico de ONAN, a palma da minha mão me levava aos píncaros da glória com Virna a Vampira. Mas voltemos a cena do crime. Dedé furiosa, indignada, foi com todos os palavrões existentes no dicionário pra cima do Marlon que calmamente repetiu a sacana pergunta: Eu só perguntei se destes o cu na Europa. Pra que essa baixaria toda? Você está pensando o que, seu cafajeste, porco, nojento. Dedé, destes ou não? Lógico que não. "Então tu não fizeste porra nenhuma". Vejam vocês.

 

 

Veja também