Vigília Pascal faz do Sábado Santo uma noite de luz

Dia é dividido em quatro momentos pela Igreja Católica: Bênção do Fogo Novo, Liturgia da Palavra, Liturgia Batismal e Liturgia Eucarística

VARIEDADES - WEVERSON NASCIMENTO

Data 11/04/2020
Horário 05:00
CNBB - Diocese orienta que os fiéis coloquem hoje um pano branco na cruz e, depois, acendam uma vela Foto: CNBB - Diocese orienta que os fiéis coloquem hoje um pano branco na cruz e, depois, acendam uma vela

Após vivenciar a Sexta-feira Santa, a qual relembra a memória da paixão e morte de Jesus, hoje, fiéis em todo o mundo vivenciam o Sábado Santo ou Vigília Pascal, que é para a Igreja Católica como uma noite de luz. Na ocasião, a Diocese de Presidente Prudente orienta que os fiéis coloquem um pano branco na cruz que foi pendurada e que, no momento da renovação das promessas batismais, acendam uma vela. “É nessa celebração que comemoramos a ressureição de Jesus”.

É importante destacar que a celebração do Sábado Santo é dividida em quatro momentos: Bênção do Fogo Novo, Liturgia da Palavra, Liturgia Batismal e Liturgia Eucarística. Esta cerimônia tem início fora da igreja, que fica com as luzes apagadas até que o Círio Pascal aceso no fogo novo entre no templo como um grande freixo de luz que traz a luz da vida e, na luz do Cristo ressuscitado, toda a igreja é iluminada pela sua presença. “A bênção do Fogo Novo que acende o Círio Pascal é sinal e presença do Ressuscitado na vida da comunidade”, explica a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

“CRISTO VENCE A MORTE E RESSUSCITA COMUNICANDO A TODA HUMANIDADE A VIDA NOVA, A RESSURREIÇÃO E A PAZ”

Dom Benedito Gonçalves dos Santos

Segundo o bispo diocesano, dom Benedito Gonçalves dos Santos, o Sábado Santo ou Vigília Pascal é a maior solenidade do calendário cristão. “Cristo vence a morte e ressuscita comunicando a toda humanidade a vida nova, a ressurreição e a paz”. Conforme noticiou este diário, as celebrações continuam normalmente: nenhuma atividade foi suspensa. No entanto, devido às recomendações para que se evitem aglomerações de pessoas, os fiéis deverão acompanhar as solenidades através dos meios de comunicação das paróquias.

 

 

 

 

Publicidade
eixosp

Veja também