300 voluntários realizam mutirão de arrecadação

A campanha, por sua vez, segue até o final deste mês e deverá beneficiar cerca de 30 entidades assistenciais que se cadastraram no Fundo Social.

PRUDENTE - Mariane Gaspareto

Data 28/06/2015
Horário 08:58
 

Cerca de 300 voluntários realizaram na manhã de ontem o primeiro mutirão de arrecadação da Campanha do Agasalho deste ano, ação promovida pelo Fundo Social de Solidariedade, com o auxílio do TG (Tiro de Guerra). A expectativa, conforme a coordenadora da campanha, que tem como slogan "Roupa boa, a gente doa", é de superar as arrecadações de 2014, quando foram doadas mais de 143 mil peças.

Ontem, o mutirão passou por diversos bairros de Presidente Prudente, entre eles: Ana Jacinta, Mario Amato, Parque Shiraiwa, Cecap, Cohab, Jardim Mediterrâneo e Jardim Novo Bongiovani. A segunda data de realização do mutirão será no próximo sábado, dia 4 de julho. A campanha, por sua vez, segue até o final deste mês e deverá beneficiar cerca de 30 entidades assistenciais que se cadastraram no Fundo Social.

Jornal O Imparcial Campanha espera arrecadar mais de 143 mil peças neste ano

Para os prudentinos cujos bairros ainda não foram contemplados pelo mutirão, é possível se dirigir a um dos pontos de coleta no município levando os agasalhos que serão compartilhados. Os locais que contam com os pontos de doação são: Fundo Social de Solidariedade; Tiro de Guerra; Caixa Econômica Federal (em frente à Praça Nove de Julho); supermercados; postos da Polícia Militar; Banco do Brasil (ao lado da loja Tora-Torra, no calçadão); Banco Bradesco (calçadão); e Banco Itaú (em frente à Praça Nove de Julho).

 

Voluntários


O motorista Célio Fernandes, 42, auxiliou neste ano pela quarta vez no mutirão de arrecadação para a Campanha do Agasalho, e o objetivo de colaborar por tantos anos seguidos nesta ação é bem simples: de ajudar o outro. "Com esse trabalho, posso ajudar as pessoas mais carentes que não têm condições de comprar um agasalho", explica.

O auxiliar geral Everton Ribeiro Neves, 30, também ajudou na arrecadação de peças de frio pela segunda vez neste ano, buscando uma forma de contribuir para quem precisa de auxílio. "É uma realização pessoal poder fazer isso, e estou bem confiante de que neste ano vamos superar a arrecadação que tivemos no ano passado", estima.

Veja também