A casa dos mil espelhos

OPINIÃO - Sandro Rogério dos Santos

Data 21/06/2020
Horário 05:17

Duas pessoas diante de uma mesma situação podem ter resultados bem diferentes. Dizem que quem semeia colhe e que cada ação tem uma reação. Também há quem fale em ‘carma’ ou sobre as coisas que se pagam ou que se cobram nesta vida. Bom, cada qual vê do seu ponto de vista, porém, o certo é que diante das circunstâncias da vida, a nossa atitude será responsável por muitos resultados. Segue uma interessante estória para que cada qual tire as suas conclusões e aplicações.

Em uma cidade distante, havia uma casa abandonada. Certo dia, um filhote de cachorro procurando se proteger do sol encontrou um buraco na porta da casa e entrou naquele lugar desconhecido. Subiu as velhas escadas de madeira, no final encontrou uma porta semiaberta e entrou lentamente na sala. Para a sua surpresa, viu dentro do local mais mil filhotes observando-o tão de perto quanto ele.

O filhote começou a abanar o rabo e levantar as orelhas pouco a pouco e viu que os mil filhotes faziam o mesmo. Então, ele sorriu e latiu alegremente para um deles. Surpresa! O filhote ficou encantado ao ver que os mil filhotes estavam sorrindo e latindo alegremente para ele! Foi assim por longo tempo, recebendo as respostas mais surpreendentes daqueles mil filhotes muito amigáveis. Quando ele saiu da sala, estava pensando: que lugar agradável! Eu virei mais vezes para visitá-lo!

Algum tempo depois, outro cachorro de rua entrou na mesma sala; mas, ao contrário do primeiro, quando viu os outros mil, sentiu-se ameaçado, pois o olhavam agressivamente. Ele começou a rosnar e, é claro, também viu os mil filhotes rosnando para ele. Decidiu fugir dali o mais rápido possível. Quando saiu da sala, pensou: que lugar horrível! Eu nunca mais vou entrar aqui! Na frente da casa, uma placa indicava: “a casa dos mil espelhos”.

Dois filhotes diante de uma mesma situação e nas mesmas circunstâncias, mas consequências diferentes. O resultado deveu-se à cara que cada um deles mostrou à realidade. Uma coisa é o rosto que o Criador nos deu e que a ciência já pode até fazer algum ajuste, mas não o mudar naturalmente. Outra coisa é a ‘cara’ que fazemos para o mundo. ‘A casa dos mil espelhos’ é uma reflexão sobre a nossa atitude diante das circunstâncias da vida. Culpado nessa história foi o segundo filhote, não os espelhos. Será que não estamos culpando quem não tem culpa por nossos medos, quedas e fracassos? Reflitamos sobre os resultados das nossas ações e tentemos uma nova cara... as consequências (os resultados) serão diferentes...

Com semblante sereno, seja bom o seu dia e abençoada a sua vida. Pax!!!

Veja também