Abelhas matam cachorros

JOSÉ COSTA

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 15/10/2020
Horário 03:34

Após ser atacado por abelhas na sexta-feira, na cidade de Osvaldo Cruz, um cachorro acabou morrendo. Segundo informou o Corpo de Bombeiros, o enxame atacou também a dona do animal e o apicultor que auxiliou na contenção dos insetos. A colmeia estava embaixo de um suporte de alvenaria para caixa d'água na residência vizinha em que o cachorro estava. Ele chegou a ser socorrido a uma clínica veterinária. A médica veterinária Alexia Martinez informou à imprensa que o cão já tinha idade avançada, estava com 42ºC de febre e com edemas.

Diminuição das urnas

Este ano haverá mudança para quem vota em 12 seções eleitorais de Adamantina. É que elas foram extintas e seus eleitores agregados a outras sessões. A mudança foi realizada devido à diminuição de urnas eletrônicas disponíveis para o pleito de 15 de novembro. A Justiça Eleitoral de Adamantina está fazendo as devidas divulgações aos eleitores.

Novo horário

A Prefeitura de Lucélia, a partir desta segunda-feira, alterou o horário da coleta de lixo orgânico, que agora tem início às 5h. A iniciativa foi tomada pela administração, devido ao alto índice de calor que vem afetando a região, podendo prejudicar a saúde dos coletores. A administração lembra ainda que o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) tem publicado alertas em razão da onda de calor que atinge grande parte do país, incluindo a região de Lucélia. As autoridades ressaltam que a população deve ficar atenta e contribuir com os trabalhos.

Covid mata gêmeos

Os irmãos gêmeos, Percy Lopes Junior e Percyval Lopes, de 72 anos, morreram na quarta-feira, em Lucélia, vítimas da Covid-19. Os gêmeos estavam internados na Santa Casa da cidade, sob cuidados, e não resistiram. Sem velório e sem despedidas, os corpos foram cremados no dia seguinte. Percy Lopes Junior e Percyval Lopes eram irmãos do jornalista Erivaldo Lopes, do site Clikar, que mora e trabalha em Adamantina. “Nasceram e morreram no mesmo dia”, destacou o jornalista, ao site Siga Mais. A partida dos irmãos, sem despedidas, sensibilizou Erivaldo. “O maior lamento é o adeus que não pude dar”, disse.

Escorpiões

Em Irapuru, enormes árvores na Rua Rui Barbosa, ao lado da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Pedro Leite Ribeiro, jogam suas folhas nas ruas. Como de um lado não existem residências e também não há serviço público de limpeza constante naquela quadra, as folhas se amontoam. Com a água que escorre de casas de quadra acima em pequeno declive, a mesma se empoça, criando condições para que nesta época surjam animais peçonhentos. Só nesta semana dois moradores encontraram escorpiões sob as folhas. Já foram solicitadas providências, mas nada ainda foi feito.

Cerâmicas em colapso

A diminuição do trabalho nos órgãos públicos licenciadores tem afetado o setor cerâmico do oeste paulista. Segundo a Incoesp (Cooperativa da indústria Cerâmica do Oeste Paulista), a diminuição do trabalho presencial na ANM (Agência Nacional de Mineração do Estado de São Paulo) está atrasando a análise e liberação de novos processos minerários, a ponto de já ter duas mineradoras com suas operações paralisadas, aguardando análise e liberação de documentos pela agência.

Razões

Segundo a ANM, a redução do trabalho presencial ocorreu por conta das medidas de segurança adotadas face à disseminação do coronavírus. Conforme a Incoesp, esta situação põe em risco a atividade cerâmica do oeste paulista, pois a produção cerâmica depende da disponibilidade de mais de um tipo de argila, no caso a que está deixando de ser disponibilizada pelas mineradoras afetadas. A manutenção desta situação pode levar a um colapso do setor, com a diminuição da produção de tijolos, lajotas e telhas, ou até mesmo a paralisação das indústrias. “Importante esclarecer que o polo cerâmico do oeste paulista é responsável por mais de 5 mil empregos diretos e indiretos na região”, aponta a direção da Incoesp.

Veja também