APPA é referência no Estado em suas frentes de prevenção em Presidente Prudente e região

Seu projeto “É Preciso Saber Viver", esteve, esta semana, no 4º Encontro Paulista do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids, vinculado à Secretaria Estadual de Saúde, no Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 18/09/2016
Horário 10:07
 

Em função do atual cenário nacional onde o jovem se apresenta como população mais vulnerável à infecção pelo HIV/Aids, a APPA (Associação Prudentina de Prevenção a Aids), que se apresenta como um Centro de Convivência, vem se destacando em seus projetos de prevenção em todo o Estado. Nessa semana a equipe participou do 4º Encontro Paulista de HIV/Aids do Centro de Referência e Treinamento em DST/Aids do Estado de São Paulo, vinculado a Secretaria Estadual de Saúde, no Centro de Convenções Rebouças, na capital. E na ocasião, teve um de seus projetos, "É Preciso Saber Viver", de autoria de Carla Reagiane Diana, 38 anos, selecionado e classificado como Relato de Experiência em Projeto de Referência e Impacto Social.

Jornal O Imparcial "É preciso saber viver", projeto financiado pelo Fundo municipal da Criança e do Adolescente, já foi até mais de 900 adolescentes

De acordo com a coordenadora Carla Diana, nos últimos dez anos o número de jovens infectados pelo HIV cresceu 32% e isso é alarmante, e no mínimo preocupante. Logo, preocupada com esse cenário, a instituição vem executando, desde março, ações que estimulem o protagonismo juvenil,  permitindo ao jovem o direito de ser ouvido e dando-lhes acesso as informações de forma clara e correta.

"A seleção nos encheu de orgulho, pois é o reconhecimento do nosso trabalho, sendo referência para o Estado. Entendemos que estamos atuando de maneia correta! As ações deste projeto são trabalhadas nas unidades escolares e institucionais com adolescentes e jovens,  discutindo-se as relações afetivas, sexualidade,  gêneros,  e educação sexual de uma forma geral, na linguagem deles. O que permite uma proximidade nas discussões sobre o tema.

 

"É Preciso Saber Viver"


Conforme Carla, o projeto é financiado pelo Fundo municipal da Criança e do Adolescente, através do Gepac (Grupo de Empresários Amigos da Criança), e está em atividade desde março desse ano, sendo aplicado até o momento em mais de 900 adolescentes e jovens do município.

"Levá-lo para as unidades escolares e instituições nos coloca junto dos jovens em seus ambientes, e assim construimos uma relação de confiança e proximidade onde levamos informações seguras e claras sobre prevenção e tratamento das DSTs/AIDS. A metodologia utilizada é do acolhimento, do respeito sobre a linguagem deles, suas histórias de vida,  liberdade de expressão, valorizando e respeitando seu conhecimento.

Além de trabalharmos no sentido de potencializar o papel multiolicador do jovem", destaca a coordenadora.

A Equipe que trabalha o "É Preciso Saber Viver" é composta por cinco profissionais: assistente social, pedagoga, psicóloga, educadora social e coordenadora.

"Sempre acreditei que o jovem precisa de um espaço para ser ouvido,  que falar de sexualidade ou educação sexual precisa ser com naturalidade, produzindo peças de comunicação que possibilite uma aproximação livre de qualquer tipo de preconceito ou discriminação. Nosso projeto está dando mais que certo", frisa Carla Diana.

 

24 anos de atuação

No dia 14 de setembro, a APPA foi uma das entidades participantes da Parada Festiva, em comemoração ao aniversário de 99 anos de Presidente Prudente. Ao todo, 45 pessoas entre crianças, adolescentes e adultos desfilaram na Avenida Washington Luís.

De acordo com Carla Diana, as crianças e adolescentes fazem parte do projeto de prevenção: serviço de convivência e fortalecimento de vínculos. Já os adultos são do projeto Todos Juntos Convivendo, voltado para a comunidade em geral.

Conforme ela, vale lembrar que como um centro de convivência a entidade atua em duas frentes de trabalho: assistência às pessoas vivendo com HIV/Aids e oficinas sócio-educativas para crianças e adolescentes, com objetivo de promover a cidadania e a prevenção das ISTs/Aids (Infecções Sexualmente Transmissíveis).

"Este mês a APPA completa 24 anos de atuação em Presidente Prudente e  participar dessa festa nos orgulha, pois pertencemos a uma das instituições de referência em todo Estado de São Paulo no assunto HIV/Aids. Nos orgulhamos em fazer parte da comunidade prudentina e da família APPA!", exclama a coordenadora.

 

Veja também