Câmara aprova repasse de R$ 500 mil para pagamento de funcionários da Prudente Urbano

Destinação de verba pública foi aceita por nove votos a três; Prefeitura diz que trabalhadores receberão valores atrasados no início da semana que vem

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 30/07/2021
Horário 17:36
Foto: Arquivo
Verba pública será empregada no pagamento dos funcionários da empresa de transporte
Verba pública será empregada no pagamento dos funcionários da empresa de transporte

Após tentativa malsucedida de destinar R$ 1 milhão à Prudente Urbano, a Prefeitura de Presidente Prudente conseguiu a aprovação do Legislativo para repassar R$ 500 mil à concessionária de transporte coletivo. Dos 13 vereadores presentes durante a sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, nove votaram a favor da iniciativa, enquanto três proferiram votos contrários.

O presidente da casa, vereador Demerson Dias (PSB), só teria direito ao voto em caso de empate.

Foram favoráveis à proposta os parlamentares Enio Luiz Tenório Perrone (DEM); Ivan Itamar da Silva (PSB); Joana D'arc Patrício do Nascimento, Professora Joana D'arc (PSB); João Barbosa Ferreira, Joãozinho da Saúde (DEM); José Alves da Silva Junior, Professor Negativo (Pode); Miriam Brandão Ribeiro (Patriota); Nathalia Barbosa Gonzaga da Santa Cruz (PSDB); Tiago Santos de Oliveira (PTB); e Wellington de Souza Neves (MDB).

Os votos contrários partiram de Douglas Kato Pauluzi (PTB); Mauro Marques das Neves (Pode); e William César Leite (MDB).

Procurada, a Prefeitura informou que, com a aprovação do projeto de lei, os funcionários receberão os valores referentes a salários e benefícios no início da próxima semana, "honrando o compromisso assumido pela administração municipal".

Recusa inicial

Este foi o segundo projeto encaminhado pela municipalidade à casa de leis com o objetivo de obter a autorização. Na quarta-feira, os vereadores discutiram, em sessão extraordinária, a proposta de repasse no valor de R$ 1 milhão à concessionária. Na ocasião, dos 13 parlamentares, dois estiveram ausentes. Como restaram 11, seriam necessários seis votos pela aprovação e apenas cinco foram favoráveis.

Na oportunidade, o resultado deixou o Sintrattepp (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Terrestres de Presidente Prudente e Região) em alerta: à reportagem, sinalizou que, se até o fim da noite desta sexta-feira, o salário não estivesse na conta dos trabalhadores, uma nova greve seria deflagrada na manhã deste sábado.

Veja também