Competições paralímpicas estão suspensas

Considerando o momento que o país vive, CPB cancelou ou adiou todas as atividades que compõem o calendário, até o dia 5 de junho; Jerusa tem agenda alterada

Esportes - THIAGO MORELLO

Data 18/03/2020
Horário 05:00
Arquivo - Jerusa Geber, de PP, disputaria cinco competições até maio, mas todas foram canceladas Foto: Arquivo - Jerusa Geber, de PP, disputaria cinco competições até maio, mas todas foram canceladas

Nos últimos dias, o presidente do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro), Mizael Conrado de Oliveira, informou que todas as atividades que compõem o calendário de competições foram suspensas até o dia 5 de junho. A medida é mais uma das ações que vão de encontro com o enfrentamento do novo coronanívrus, a Covid-19. Com isso, todos os paratletas que participariam de campeonatos organizados pelo comitê terão que se reorganizar.

Em um dos casos regionais, está a atleta paralímpica Jerusa Geber. Nós próximos dias, por exemplo, ela iria competir, na capital paulista, o Desafio Cbat/CPB no dia 22 e, em seguida, participaria do Open Internacional Loterias Caixa, entre os dias 25 e 27. Mas com o cancelamento, a agenda dela ficou vaga até maio.

À reportagem, a paratleta diz que recebeu a notícia de forma triste, uma vez que tem se preparado para os desafios desde o ano passado. Por outro lado, diz que entende que, agora, “a saúde dever ser a maior preocupação de todos”. Além dos dois campeonatos mencionados, ela também participaria de outros três, sendo dois super desafios e a 1ª fase do Circuito Caixa.

“Agora tudo muda, né. A gente vai ter que tomar outro posicionamento e aguardar a situação se acalmar. Vamos ficar quase três meses sem competir”, analisa Jerusa. A atleta comenta ainda que até o futuro referente aos treinamentos diários também é incerto.

POSIÇÃO DO

CPB EM NOTA

Na íntegra, a nota divulgada pelo CPB referente aos cancelamentos está da seguinte forma: “O Comitê Paralímpico Brasileiro é uma organização que trabalha com o mais alto rendimento do esporte paralímpico nacional. Buscamos sempre a excelência no desempenho dos nossos atletas. Nossos resultados demonstram cabalmente a eficácia das nossas ações. Inobstante, nossa prioridade sempre foi com o ser humano, com a saúde, segurança e integridade da comunidade paralímpica. Considerando o difícil momento que vivemos e a necessidade de caminharmos firmes, adotando todas as medidas, inclusive aquelas que implicam em sacrifício para vencermos esta grave pandemia. Depois de cancelarmos todas as competições, escolas de esportes e treinamento dos clubes e seleções nacionais no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, suspendemos por tempo indeterminado o treinamento das seleções de atletismo, natação e tênis de mesa, que ocorreriam diariamente na estrutura do CT”.

 

 

 

Veja também