Conceito de gestão ambiental é fomentado em parceria entre Unesp e Transforma Energia

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 27/06/2021
Horário 05:07
Foto: AI
Geração de energia é um tema de “grande importância” para a humanidade diante da escassez de fontes limpas
Geração de energia é um tema de “grande importância” para a humanidade diante da escassez de fontes limpas

Uma nova cultura de gestão dos resíduos e de educação ambiental. É com este objetivo que nasce a parceria entre a FCT/Unesp (Faculdade de Ciências e Tecnologia) da Universidade Estadual Paulista de Presidente Prudente com a Transforma Energia, responsável pela implantação da mais moderna central de valorização energética de resíduos do país, que está localizada em Caiabu.

Envolvendo 12 cursos em diferentes tipos de pesquisas, a ideia é desenvolver projetos que despertem a atenção para uma nova forma de viver, produzir e consumir com sustentabilidade, ou seja, sem desperdícios e poluição ao meio ambiente.

"Nós consideramos um projeto importante que vai abrir frentes de trabalho, de gestão ambiental para os municípios, de pesquisas e ações extensionistas junto às universidades da região e, ainda, a possibilidade de construção efetiva de uma nova cultura de gestão dos resíduos", comenta o assessor da Pró-Reitoria de Extensão Universitária e professor do Departamento de Geografia da FCT Unesp de Prudente, Antônio Cezar Leal.

Para ele, a geração de energia é um tema de “grande importância” para a humanidade diante da escassez de fontes limpas e que não causem danos ambientais. Desta forma, o reaproveitamento dos resíduos é visto como alternativa para auxiliar no suprimento da alta demanda.

"A boa gestão dos resíduos e da energia são fatores que estão presentes na empresa pelo que vimos. Através da universidade, Transforma Energia, Instituto Transforma e talvez de consórcios de municípios, a ideia é que sejam estabelecidos convênios de cooperação técnico-científica, com base em pesquisas aplicadas em vários tipos de temas relacionados a atuação da empresa", pontua.

Auxiliando na formação de profissionais

Leal destaca que a parceria com a Transforma Energia vai gerar a possibilidade de estágios para os alunos da Unesp. "E isso se transforma em matéria das nossas aulas, na formação de nossos alunos de uma forma diferenciada visualizando os problemas, construindo soluções e ajudando a implementá-las", frisa.

"Penso que há muitas possibilidades, de vários cursos de todas as áreas em que a universidade trabalha, de interagir com essas instituições relacionadas com a gestão de resíduos sólidos urbanos”, complementa.

Segundo a professora do Departamento de Planejamento, Urbanismo e Meio Ambiente, Maria Cristina Rizk, é possível desenvolver pesquisas na área de Engenharia Ambiental, Arquitetura e Urbanismo, Geografia, Física, Química e vários outros cursos que tenham integração com o meio ambiente.

"Desta forma, abrangendo questões sociais, de tecnologias e pesquisas. Há inúmeras possibilidades de desenvolvimento de estudos que venham proporcionar mais avanços para essas ações que precisam ser executadas sobre resíduos", diz ela, que também é coordenadora do curso de Engenharia Ambiental da Unesp.

 

Ampla oferta em tratamento de resíduos

O professor Cezar Leal ressalta ainda sobre a necessidade de ofertar tratamento para vários tipos de resíduos. "Como este que está sendo feito aqui. Em busca de parcerias, a empresa sinaliza para um trabalho socioambiental e isso vai envolver melhores condições aos catadores [de recicláveis] e, de uma forma geral, as prefeituras terão uma alternativa para resolver grandes problemas relacionados aos resíduos", expõe.

 

 

Veja também