CONFECÇÃO DE MÁSCARAS

REGIÃO - JOSÉ COSTA

Data 06/02/2020
Horário 03:39

Na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista foi instalada uma oficina de confecção de máscaras de proteção descartáveis para uso em procedimentos simples (não cirúrgicos), com uma produção média de 6 mil peças por dia. O material é confeccionado por reeducandas, capacitadas em curso de corte e costura e contratadas pela Funap (Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel), o que possibilita a reinserção social e auxilia nas ações de prevenção ao novo coronavírus, uma vez que as peças são vendidas a preço de custo.

VISITAS RELIGIOSAS

Fiéis da Nova Alta Paulista estão esperançosos de que o trabalho que vem sendo feito em Santo Expedito pela Vigilância Sanitária e acompanhado pelo prefeito Ivandeci José Cabral, Vandi (PMDB), possa assegurar com mais intensidade o retorno de todos daquela região às visitas ao santuário. Segundo Aparecido Amâncio Trindade, coordenador da Vigilância Sanitária daquele município, cloro com água vem sendo aplicado constantemente no santuário e em prédios públicos, para dar garantia aos devotos que dentro das orientações e limitações impostas pelas autoridades da saúde visitam os locais santificados.

DENGUE

Um casal de Irapuru alega que, para reforçar ainda mais a proteção aos fiéis, testemunhou que nebulizações contra a dengue também são feitas pela Vigilância Sanitária daquele município, dando mais seguranças tanto à população quanto aos turistas.

FESTA ADIADA

A festa junina promovida pela Paróquia de Santo Antônio de Adamantina é considerada como uma das mais importantes da região. Acontece sempre em comemoração ao aniversário de instalação da referida paróquia e este ano chega a sua 30ª edição. Porém, devido ao novo coronavírus, a festividade teve que ser adiada visando à preservação da saúde dos participantes. Este ano o evento seria em 6 de junho, fechando a programação dos 70 anos de instalação da comunidade católica. Com a pandemia, as festividades comemorativas da Paróquia Santo Antônio foram adiadas, entre elas, a festa junina, que deverá ocorrer em 14 de novembro – se houver um novo contexto.

E AGORA...

O padre Rui Rodrigues explica que caso ainda não for possível concentração de pessoas haverá apenas o sorteio dos dois veículos zero quilômetro já adquiridos pela paróquia, e de outros prêmios, com ampla divulgação. As vendas dos cupons pelo preço de R$ 5 serão retomadas para interessados que queiram colaborar com os trabalhos daquela comunidade católica.

SINALIZAÇÃO DE SOLO

A Prefeitura de Irapuru determinou a pintura das faixas de pedestres existentes na cidade, em especial nas duas principais avenidas. Segundo consta, esse serviço deve ser feito com frequência, tendo em vista que as referidas avenidas servem como ligações da região da Nova Alta Paulista com a região da Alta Sorocabana, como trecho da Rodovia Júlio Budiski (SP-501), e diariamente recebem um volume muito grande de veículos de todos os tamanhos. Com isso, as ruas, que foram cedidas provisoriamente para extensão da Júlio Budiski, acabam danificadas.

PROVISÓRIA

Quando da conclusão do trecho Santo Expedito/Flora Rica ficou consolidada a Rodovia Júlio Budiski, na ligação com as duas regiões. Porém, em Irapuru, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) não conseguiu um projeto que pudesse fazer um entorno, devido ao custo da obra, já que não seria viável a construção naquele momento frente o terreno acidentado.

AJUDANDO...

A cidade cedeu para uso provisório ao DER, ruas e avenidas para concluir a ligação. Mas há décadas que nada foi feito e continua tudo do mesmo jeito. A manutenção dos trechos que são utilizados pelos motoristas é feita e custeada pela Prefeitura de Irapuru. Quando o DER atua em alguns reparos é uma camada de massa asfáltica, mas apenas com oito metros de largura, o que corresponde à pista normal, e isso em alguns pontos críticos. As laterais ficam sem reparos.

VETO

O prefeito de Lucélia, Carlos Ananias Junior (PSB), vetou integralmente o Projeto de Lei Legislativo 006/2020, de iniciativa dos vereadores Eduardo Fatinanci, Lambari (PP), e Valdemir Uemura, Miro (DEM), aprovado por unanimidade na Câmara Municipal, que proíbe a inauguração de obras públicas municipais incompletas sem condições de atender aos fins que se destinam ou impossibilitadas de entrar em funcionamento imediato, no município.

Veja também