Covid-19: Rancharia adota pulseiras para identificar pacientes 

Medida foi implementada após aumento de denúncias de moradores que não cumpriram com medidas de isolamento social, bem como crescente número de casos confirmados da doença

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO

Data 15/05/2021
Horário 07:35
Foto: Reprodução/Redes Sociais
Município usa pulseiras para identificar pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19
Município usa pulseiras para identificar pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19

A Prefeitura de Rancharia adotou, recentemente, o sistema de pulseiras para identificar pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19. A medida foi adotada após o aumento de denúncias de moradores que não cumpriram com as medidas de isolamento social, bem como o crescente número de casos confirmados da doença no município.
De acordo com a secretária municipal de Saúde, Denise Godoi Peres, alguns munícipes suspeitos ou contaminados pelo novo coronavírus estavam descumprindo as medidas de isolamento e em livre circulação pelas ruas da cidade. “Infelizmente, nós precisamos tomar medidas drásticas. Estamos vendo muitas pessoas morrendo com a doença, além de hospitais e UTIs [Unidades de Terapia Intensiva] lotadas. Então, essa medida é uma forma das pessoas respeitarem o isolamento”. 
No município, algumas regras foram estabelecidas para aqueles que procurarem pelo Centro Covid-19 com suspeita, além dos casos positivos para a doença. Desta forma, se após consulta médica o profissional reconhecer possíveis sintomas do novo coronavírus, o munícipe deverá permanecer em isolamento social. “Um profissional da saúde vai colocar a pulseira na pessoa que apresentar sintomas e naquelas que já estão com resultado positivo para Covid-19. Após recebê-la, o munícipe deverá assinar um termo de responsabilidade em que se diz ciente de que precisa ficar com a identificação em todo o período de isolamento”, detalha a secretária. Além do indivíduo suspeito, os familiares que moram na mesma residência deverão fazer o uso de dispositivo de identificação. 
Violar estas medidas, segunda a titular, acarretará em multa de 100 Ufesps (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo), o que equivale a R$ 2,9 mil. Caso o dispositivo rompa durante o isolamento, o munícipe deverá entrar em contato imediatamente com a Vigilância Epidemiológica Municipal. É válido ressaltar que, mesmo após cumprir o período determinado de isolamento, a pessoa não poderá retirar a pulseira. Apenas um profissional da saúde municipal poderá fazer a remoção da identificação. 

Casos no município

Conforme o boletim epidemiológico publicado na tarde de ontem, Rancharia conta com 115 casos suspeitos, 10 hospitalizados e 61 mortes pela doença. O município já confirmou 2.869 casos de Covid-19 e, destes, 2.723 munícipes venceram a doença. 

Veja também