Em evento no Matarazzo, Carim apresenta projeto de construção do Hospital do Rim

Entidade destaca que apoio de toda a sociedade civil e da classe política é imprescindível para que a instituição seja uma realidade

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 02/12/2020
Horário 15:55
Foto: Carim
Solenidade ocorreu no Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo
Solenidade ocorreu no Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo

Dia 1º de dezembro marcou o Dia de Doar. Doar é um ato de contribuir com a transformação para o melhor da sociedade. Por isso, nesta terça-feira, o Carim (Associação de Apoio ao Paciente Renal Crônico e Transplantado) realizou o pré-lançamento do projeto de construção do Hospital do Rim de Presidente Prudente e Região em uma solenidade que contou com a presença de convidados, dentre autoridades municipais, empresários, voluntários e membros da sociedade civil no Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo.

O presidente do Carim, Cássio Tuboni, abriu a solenidade e agradeceu a Câmara Municipal e o prefeito, Nelson Roberto Bugalho (PSDB), e o vice, Douglas Kato Pauluzi (PTB), pela doação do terreno onde será construído o hospital. “Como renal crônico, fico muito feliz em saber que a doença renal crônica está sendo vista com outros olhos. O Carim está sendo o mantenedor, mas o hospital não é nosso, é um presente para Presidente Prudente e região, para que possamos ser um apoio e suprir as necessidades desses pacientes, em parceria ao atendimento que já é ofertado no município”, destacou.

Em seguida, a fundadora da entidade, Sumaia Zakir, agradeceu a colaboração de todos. “Esse é um empreendimento necessário, por isso, seremos um centro de prevenção da doença renal e, com certeza, o único em nosso país”, frisou. Para isso, o apoio de toda a sociedade civil e da classe política é imprescindível para que o hospital seja uma realidade, completou ela.

O médico nefrologista, Gustavo Navarro salientou que a doença renal crônica é extremamente prevalente em todo mundo. “A questão renal é um nó mundial, e não existem vagas suficientes de hemodiálise para o número de pacientes, independentemente das campanhas de rastreamento”, destacou.

Navarro também salientou que, a cada 400 pessoas, encontra-se uma média de 20% com algum grau de alteração renal. “Ao constatar, por meio de campanhas de prevenção, o Carim oferece um trabalho com nutricionista, nefrologista, cardiologista e assistente social [dentre outros] para que essa pessoa que foi detectada com a doença em estágio inicial se mantenha dessa maneira e consiga ter uma vida normal, sem a necessidade da hemodiálise. Por isso, o nosso foco também é continuar priorizando a prevenção”, disse.

Em nome do DRS-11 (Departamento Regional de Saúde), Aristeu Sanches Junior, disse que o Estado tem o dever de conduzir a saúde pública na região. “A hemodiálise e terapia renal é eminente, e temos uma deficiência regional nessa questão. Precisamos trabalhar em conjunto para que Prudente tenha cada vez mais recursos e qualidade”, disse.

Emenda impositiva

O presidente da Câmara Municipal, Demerson Dias (PSB), lembrou que exatamente há um ano o Legislativo municipal aprovou, unanimemente, a doação do terreno. Na oportunidade, também comunicou que, por meio de uma emenda impositiva do então deputado estadual Izaque Silva (Patriota) e, com o aval da grande maioria dos 13 vereadores, foram aprovadas emendas em prol do Carim no orçamento de 2021.

Recebendo doações

O Carim orienta que, para ajudar a iniciativa, o interessado pode doar qualquer quantia para as contas bancárias da entidade:

CNPJ 06.987.421/0001-34

Banco Caixa Econômica Federal

Agência: 4114

Conta: 327-7

Sicredi

Agência: 0728 

Conta: 19024-9

Veja também