Energisa anuncia recorde de investimentos em Prudente

Em 2020, município receberá 25% de todo o valor a ser investido pela empresa; principal projeto é interligação de subestações

PRUDENTE - MARCO VINICIUS ROPELLI

Data 10/03/2020
Horário 04:00
Isadora Crivelli - Novos investimentos da Energisa garantirão melhor fornecimento de energia aos consumidores
Isadora Crivelli - Novos investimentos da Energisa garantirão melhor fornecimento de energia aos consumidores

Recebeu a reportagem, na sede da Energisa Sul-Sudeste, em Presidente Prudente, o diretor-presidente da empresa de distribuição de energia elétrica, o engenheiro eletricista Gabriel Alves Pereira Júnior. O executivo afirma que 2020 será o ano, desde que a empresa assumiu a concessão da distribuição de energia da região, em que Prudente receberá o maior valor em investimentos, mais de R$ 25 milhões. Contando com as manutenções comuns, os valores investidos no município podem chegar a 25% do investimento anual em toda a região de atuação da concessionária.

A Energisa Sul-Sudeste atua, além da região de Prudente, nas regiões de Assis (SP), Bragança Paulista (SP), Catanduva (SP), Sul de Minas Gerais e na cidade de Guarapuava (PR). Gabriel demonstra as obras que consumirão esses investimentos: Prudente ganhará em 2020 uma nova subestação e um aumento de 50% na capacidade de uma de suas subestações, garantindo melhor fornecimento de energia aos consumidores.

O projeto que é “a menina dos olhos” do diretor-presidente, entretanto, é a interligação das subestações de Prudente e algumas da região, de modo que, em caso de interrupção do fornecimento de energia por parte da CTEEP (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista), por alguma questão técnica, as próprias subestações abasteçam uma a outra, impedindo que o cidadão fique por muito tempo sem energia, finalização prevista ainda para este ano.

Outro investimento é a construção de uma nova sede na capital do oeste paulista, cuja inauguração está prevista para 2021.

INVESTIMENTOS

JÁ REALIZADOS

Na entrevista, Gabriel afirma que, quando a empresa assumiu a concessão, em 2014, a situação do fornecimento de energia elétrica na região apontava para um “colapso”, o que os obrigou a tomar importantes decisões como forma de impedir problemas durante o verão (momento do pico de consumo, já que o calor na região é intenso).

Desde o início dos trabalhos da empresa, mais de R$ 1 bilhão foi investido em todas as regiões do Estado de São Paulo que atuam. Na região, a empresa construiu uma nova subestação em Álvares Machado, aumentou ente 2014 e 2015 em 30% a capacidade de fornecimento de energia elétrica, realizou a automação das subestações, instalou religadores nas redes, adquiriu uma subestação móvel em caso de defeito em alguma de toda a região.

“Fomos eleitos pela Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], nos últimos três anos, a concessionária mais bem avaliada pelos clientes. No índice DEC [Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora - indicador de desempenho que calcula o tempo médio que o cliente fica sem energia elétrica anualmente], somos a com o menor entre as distribuidoras do Brasil”, destaca Gabriel. O DEC da Energisa é 5,77 horas sem energia por ano.

Outro investimento de destaque, na casa dos R$ 4 milhões, foi a total substituição dos rádios de comunicação com as equipes analógicos por digitais, o que facilita envio de ordens de serviços, permite comandos dos equipamentos e melhora a qualidade da comunicação.

Veja também