Publicidade

FERIADO ANTECIPADO

REGIÃO - GRAZIELA FERNANDES

Data 24/05/2020
Horário 03:07

Ainda tentando entender o que pensam nossas autoridades paulistas para relacionar antecipação de feriados como forma de garantir um aumento na taxa de isolamento social no Estado de São Paulo. Observamos na última semana, a preocupação das autoridades municipais com aumento da população flutuante no litoral e interior de São Paulo. Na região de Presidente Prudente, a taxa de isolamento social foi uma das mais baixas no Estado de São Paulo e, sabemos que, nos feriados, cidades como Presidente Epitácio e Rosana, por exemplo, são destinos escolhidos por muitas pessoas.

PREOCUPAÇÃO

Quanto mais pessoas, mais risco de circulação do vírus. Desde o início desta pandemia, observamos muitas autoridades sem um trabalho maximamente coordenado, que pudesse ter contribuído para que não chegássemos na situação em que nos encontramos, são milhares de mortos, aumento do desemprego, economia em frangalhos. Mesmo assim, ainda vamos encontrar pessoas de malas prontas para curtir o feriadão: parece que vivem a mercê do cenário catastrófico do Brasil.

BARREIRAS SANITÁRIAS

Resta aos prefeitos da região tomarem medidas para conter o avanço do vírus em suas cidades, especialmente com vistas aos visitantes. Em Tarabai, uma barreira sanitária foi instalada com apoio da Polícia Militar. Quem chega à cidade, a parada é obrigatória na luta contra a Covid-19, profissionais da saúde realizam a aferição de temperatura. Foram distribuídos kits com máscara, álcool em gel e os visitantes receberam orientações para manter isolamento social, durante os dias de visita à cidade. Segundo as autoridades municipais, é uma forma de garantir que não haja o avanço da doença no município.

PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO

A redução da taxa de isolamento, famílias de malas prontas pegando a estrada para ir ao interior ou ao litoral, evidenciam que há uma percepção superficial sobre o perigo do avanço da doença e transmissão do vírus. O que isso quer dizer? Quando nossas autoridades - prefeitos, governadores, presidente e ministros - não têm discurso unificado, em que um diz que o isolamento social é alternativa para reduzir o avanço da doença, e outros, por sua vez, colocam os riscos em segundo plano, incentivando as pessoas a ir às ruas, a percepção da população sempre será confusa.

AVANÇO NO INTERIOR

O avanço da doença em cidades do interior do Estado de São Paulo mostra isso. São mais de 60 dias depois que a quarentena começou, e parte da população não consegue compreender a importância do isolamento. Enquanto tem gente querendo aproveitar o feriadão, outra parte sai às ruas para sobreviver. Esta diferença é que é gritante, pois quem não consegue acesso aos programas emergenciais de renda, como o auxílio de R$ 600, ou crédito para manter seus negócios, o que é o caso dos empresários que estão encontrando dificuldades para conseguir empréstimos, não consegue enxergar outra alternativa senão sair para garantir alguma renda.

SAÚDE DOS COLETORES

Pirapozinho iniciou uma campanha para conscientizar a população para a forma de descartar lixo, em caso de suspeita de Covid-19. A Prefeitura pede que, nestas condições, o lixo – inclusive descartável – deve ser embalado em saco bem fechado, para garantir que não haja contaminação entre os profissionais da coleta.

APOIO AO DESENVOLVIMENTO

A Prefeitura de Narandiba, em parceria com a Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), fará uma campanha em mídias sociais para ajudar o desenvolvimento econômico do comércio local. É o Projeto Narandiba 2020. A assinatura da renovação do convênio ocorreu nesta semana entre o prefeito Itamar dos Santos (PSDB) e o professor Alexandre Bertoncello. A medida chega em boa hora e será importante apoio para os empresários da cidade.

CONTAGEM REGRESSIVA

Os próximos dias serão decisivos, os reflexos das nossas atitudes impedirão que não caminhemos para o lockdown. Então, se puder, fique em casa. 

Veja também