Filme do prudentino Vicentini Gomez tem Avant-Première no Cine Olido, dia 8

Documentário que deita um olhar inovador e inédito sobre a rica e complexa trajetória do Poder Judiciário no Brasil será exibido no Dia da Justiça

VARIEDADES - OSLAINE SILVA

Data 27/11/2018
Horário 04:00

“Justiça! Uma História” o mais novo documentário longa-metragem  do ator, produtor, diretor e cineasta Vicentini Gomez tem Avant-Première no Cine Olido, em São Paulo, no dia 8 de dezembro, às 20h, em comemoração ao Dia da Justiça. O cineasta, filho de Presidente Prudente, convida os amigos que por eventualidade possam estar na capital para assistir ao filme que já foi exibido em universidades em Santos, São Bernardo, Santo André, Suzano e em março entra em circuito na capital paulista.

Conforme explica Vicentini, em tempos de intensa judicialização e embates entre os poderes, “Justiça! Uma História  deita um olhar inovador e inédito sobre a rica e complexa trajetória do Poder Judiciário no Brasil. Partindo dos tempos do primeiro Ouvidor-Geral, passando pelo universo da vigência das Ordenações Filipinas, que regeram a maior parte da vida colonial e sobreviveram em parte no regime monárquico, revendo as conquistas e os revezes do período republicano, o filme aborda a estrutura e o funcionamento do Poder Judiciário desde os primórdios até os dias atuais.

Parta isso, Vicentini conta que a equipe se engajou em extensa pesquisa, busca de autorização e aquisição de imagens em 54 arquivos públicos e particulares, museus, bibliotecas e instituições em inúmeros países. Assim como fez a recriação e animação dos principais monumentos da justiça já demolidos, a partir de plantas, em 3D e 2D, desde a Vila de São Vicente.

Ao todo, 36 especialistas entre juristas, historiadores, jornalistas e memorialistas deram depoimentos que estão no filme documentário: Ives Gandra Martins, Flavia Piovezan, Marco Antonio Villa, José Renato Nalini, José Roberto Batochio, Manoel Pereira Calças, Roque Mesquita, Jayme Martins de Oliveira Neto, Bruno Feitler, Fernando Bartoletti, Paulo Dimas Mascaretti, Leonardo Dantas Silva, Ana Luiza Martins, Alberto Vieira, Idibal Pivetta, Jonas Soares de Souza, André Figueiredo, Oswaldo Mendes, Renata Pallottini, Zelia Maria Antunes Alvez, Adriana Zorub, Carlos Parente Calé, Elaine Cavalcante, Jayme Walmer, Marcelo Salaroli, Sergio Jacomino, Maria Alice Milliet, Cristina Maia, Paulo Oliver, Roberto Taketomi, Romeu Estevão Ramos, Sansão Ferreira Barreto, Sebastião Amorim, Sergio Coelho, Zito Mendes e Silvério Braccio.

“Justiça! Uma História” apresenta ainda a reconstituição de cenas da aplicação da justiça no período Colonial e Imperial, com renomados nomes como: Murilo Meola, Maria Eduarda Machado, Pedro Paulo Vicentini, Roberto Ascar, Diaulas Ulysses entre outros.

“Foi um grande desafio escolher entre tantos fatos, os necessários, para construir a minha visão desta história. Voltado especialmente para universitários, esse filme tem como propósito promover a reflexão sobre a forma que o atual meio judiciário mantém vestígios da época imperial”, expõe o cineasta.

 

Em produção

Vicentini Gomez já está trabalhando em mais um projeto aprovado pela Ancine. Segundo ele, o roteiro já está pronto e em fase de captação de recursos via Lei do Audiovisual artigo 1º A. “Duzinda” será um longa-metragem com adaptação livre do romance homônimo de Clotilde Chaparro, prestigiada e premiada autora brasiliense.

Drama que aborda o cotidiano da mulher na sociedade brasileira dos anos 30 do século 20, no interior do Brasil, vivida pelos olhos, corpo e espírito de Duzinda, uma jovem mulher que sonhava com  o  príncipe encantado chegando no cavalo alado, tal qual  via nas telas do cinema da pequena cidade onde morava no interior de São Paulo. Pensava cotidianamente viver uma cena daquelas em sua vida, que era a rotina dos serviços domésticos e o atendimento no balcão do Armazém de seu pai, o português Manoel.

Certo dia recebe um “fuja comigo” de Ernesto, um frequentador do armazém, pelo qual tinha admiração e certa paixão e, costumava compará-lo a Clark Gable, por conta do bigodinho que usava. Duzinda sonhava casar com véu e grinalda, mas a proposta, de surpresa, a seduziu e a encantou. Sonhou em viagens exuberantes. Pensou em Ernesto tal qual os galãs dos filmes e que ele iria lhe proporcionar a vida sonhada de princesa. Mas o destino lhe reservara apenas uma vida de submissão, abusos, desprezo, abandono, infortúnios, exploração, humilhação e violência.

Depois de dois filhos, uma tuberculose lhe reservou vaga no sanatório em Campos do Jordão. Dada como morta e sepultada moralmente pela família, renasce tal qual Fênix  para viver uma vida de conquistas e prestigio, aliando-se a Lucinda da Conceição, amiga de Bertha Lutz, transforma-se em uma influente líder do movimento sufragista, alicerçando as conquistas da  mulher independente que vive hoje no século 21.

O elenco será formado por renomados atores da televisão e do cinema, dando vida, emoção e dinamismo aos 110 minutos de duração do filme.

“A meta é transformar a trajetória de vida de Duzinda num marco do cinema nacional no sentido de mostrar a quebra de barreiras e conquistas pelas mulheres  e do movimento sufragista no Brasil”, adianta o cineasta filho de Presidente Prudente.

 

Em nome da arte

Vicentini Gomez vem realizando obras importantes voltadas a resgates históricos, como foi, por exemplo, com o filme do centenário de sua terra natal. Tem conquistado vários prêmios com suas produções.  “Joia Rara” (TV Globo), onde representou o “Delegado Cavalcante” e na novela “Avenida Brasil” (TV Globo) como Serjão, o sequestrador da Carminha e o Italiano Giuseppe Cavichioli em “Cumplices de um Resgate”, no SBT.

 

Serviço

O blog oficial de “Justiça! Uma História” é http://justicaumahistoria.blogspot.com.br/. O filme será exibido no Cine Olido que fica na Avenida São João, 473 – República - São Paulo, no dia 8 dezembro, às 20h. A entrada é gratuita.

Veja também