Gêmeos Barros e Duda entram em ação no Mundial da CBJJE

Irmãos Yuri e Ygor lutam neste sábado de manhã e a “trigêmea” deles e o pai dos garotos, Amauri, no domingo de manhã e à tarde, respectivamente, na capital

Esportes - OSLAINE SILVA

Data 26/11/2021
Horário 22:48
Foto: Cedida
Galerinha foi campeã, cada um em sua categoria, na penúltima etapa do Circuito Interior de Jiu-Jitsu
Galerinha foi campeã, cada um em sua categoria, na penúltima etapa do Circuito Interior de Jiu-Jitsu

Liderando o Circuito Interior de Jiu-Jitsu, os gêmeos Yuri e Ygor Barros, e a companheirinha dos dois que já é praticamente a trigêmea deles, Maria Eduarda Souza Sana, a Duda, 16 anos, fecharam no fim de semana mais uma participação subindo os três atletas da equipe Almeida JJ no lugar mais alto do pódio. A galerinha foi campeã, cada um em sua categoria, na penúltima etapa do Circuito Interior de Jiu-Jitsu, desta vez em Birigui (SP). A última etapa será no dia 12 de dezembro, em Bauru (SP). Mas, neste sábado, o trio parte para a capital para o Mundial da CBJJE (Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportivo) no Ginásio do Ibirapuera, que começou na quinta-feira.
Os gêmeos lutam amanhã de manhã, a Duda no domingo, de manhã, e o papai dos gêmeos, Amauri Cesar de Barros Moraes, 46 anos, faixa roxa, no domingo à tarde.
Segundo Amauri, esse campeonato mundial sem dúvida é o mais importante para os três. A expectativa é grande. Eles treinam judô diariamente das 13h às 17h e depois das 19h até 21h30 vão para o jiu-jitsu. “Depois da pandemia voltamos a treinar em agosto apenas, então se perde muito físico, rendimento, tempo de luta, enfim atrapalhou tudo, por isso estão treinando forte, mesmo em semana de provas, a rotina deles está apertada, porque por mais que gostam de competir, precisam estudar”, destaca Amauri, pai dos gêmeos.
O Mundial é muito importante para a formação esportiva deles e também para que se tornem bons cidadãos. “É muito gostoso ver as expectativas deles também. Eles estão vendo que para atingir o objetivo deles não tem nada de mão beijada. Estão lutando para conseguir o que almejam. Então vão valorizar cada conquista deles e se tornarão cidadãos de bem”, frisa o pai.
Amauri exalta que começam a luta tocando as mãos e quando termina igualmente. Então, além de agregar a formação do caráter, a prática esportiva permite que façam boas amizades. “Todos atletas cuidando do corpo e da mente. O que os afasta do mundo das drogas. Um ajuda o outro, trocam informações, experiências, golpes”, se alegra o pai. 
Como sempre, o paizão Amauri não deixa de agradecer ao sensei de jiu-jitsu @henrique.ramos.bjj, a equipe Almeida JJ e seu sensei de judô @senseipcj, a equipe de competição da @semepprudente, @associacaodejudobushido, bem como os patrocinadores que são muito importantes, “pois sem eles nada disso seria possível. Obrigado por acreditar em nós @esquemaunicoprudente, @senpaikimonos, @revolucaocontabil. Obrigado a todos nossos colegas de treino e a minha esposa Miriam”, agradece Amauri.
“O que levamos dessa vida são as boas amizades. E os três estão construindo uma amizade muito bonita. Até para escolher o cardápio [risos]. A Duda é a filha que eu não tive. Eu falo que sou fã deles, por ver a disciplina dos três. Eu até me emociono falando deles!”, exclama Amauri.

CONQUISTAS DO FIM DE SEMANA
Yuri Barros - campeão infantil B até 59 kg
Ygor Barros – campeão infantil B até 54 kg
Duda - campeã juvenil até 59 kg



 

Veja também