Grêmio Prudente avança e pega o Flamengo de Guarulhos nas quartas

Mesmo perdendo de 1 a 0 para o Paulista de Jundiaí, no sábado, Gavião Carcará conseguiu a classificação por conta da vantagem no jogo de ida; duelo ocorre nesta quarta, às 15h

Esportes - CAIO GERVAZONI

Data 04/10/2021
Horário 20:50
Foto: Julhia Marquetti/Grêmio Prudente
Sob o comando de Luiz Henrique Dalben, o Epitácio, equipe prudentina se classifica para a próxima fase
Sob o comando de Luiz Henrique Dalben, o Epitácio, equipe prudentina se classifica para a próxima fase

O próximo desafio do Grêmio Prudente, no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, a Bêzinha, quarta divisão do Paulistão, será enfrentar o Flamengo de Guarulhos pelas quartas de final do torneio estadual. A confirmação da classificação para a próxima fase veio após a derrota por 1 a 0 para o Paulista de Jundiaí no sábado, no Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí.
A vantagem obtida, em casa, no jogo de ida das oitavas de final, foi fundamental para o Gavião Carcará manter o voo com direção à série A3. Com a vitória por 2 a 0 no Estádio Paulo Constantino, Prudentão, na última quarta-feira, o placar agregado foi favorável à equipe prudentina ao final dos 180 minutos: Grêmio Prudente 2 x 1 Paulista. 
Após o duelo contra a equipe de Jundiaí, o treinador do Grêmio, Luiz Henrique Dalben, o Epitácio, falou sobre a importância do aspecto mental do elenco, que não se abateu, mesmo após sofrer o gol com dois minutos de jogo. 
“Foi um jogo muito difícil. Nós sabíamos que a equipe do Paulista, em casa, ia exercer uma pressão nestes primeiros minutos de jogo. A gente só não contava com a realização do gol muito rápido desta forma que foi. Mas naquele momento era passar tranquilidade para a equipe. A gente tem um trabalho exercido por um profissional nosso da área da psicologia, que é o Dimitri [Cunha], um cara que trabalha muito esta questão mental com os atletas e a gente sente que isto tem surtido muito efeito. A gente se encontra num momento muito bom: mentalmente, tecnicamente e fisicamente. Até porque não dá para ficar separando mais as coisas, né? Todas as questões caminham juntas”. 

O embate para a classificação

Uma tarde nublada e de clima ameno, em Jundiaí, foi o cenário para o embate decisivo entre Paulista e Grêmio Prudente, válido pelas oitavas de final da Bêzinha. 
O palco da partida, o Estádio Jamye Cintra, já recebeu duelos históricos do futebol nacional e continental: em 2005, a equipe de Jundiaí venceu o Fluminense por 2 a 0 na  partida de ida da final da Copa do Brasil. Naquele ano, o Paulista copou o torneio nacional e conseguiu a classificação para a tão desejada Taça Libertadores. Em 2006, foi a vez do temido River Plate, da Argentina, sucumbir, por 2 a 1, para o Galo da Japi pela fase de grupos do certame mais importante do continente. Tempos depois, o River eliminou o Corinthians, de Carlitos Tevez, naquela edição da Libertadores, que teve o Internacional de Porto Alegre como campeão. 
Porém, na ocasião do último sábado, o duelo era um pouco mais modesto, mas não menos desafiador. O Paulista precisaria vencer o Grêmio Prudente por mais de um gol de diferença para avançar às quartas de final da Bêzinha. 
A esperança da classificação foi potencializada logo no início dos 90 minutos finais do confronto, quando o meio-campista Cruz, número 15 do Galo de Jundiaí, abriu o placar para os donos da casa aos dois minutos de jogo. Próximo a grande área, Cruz acertou um belo chute, após rebote de uma disputa aérea na grande área do Grêmio Prudente; o goleiro gremista, Léo Lopes, nada pôde fazer e viu a bola passar pelo canto de sua trave direita e balançar as redes.  
A partir dali, com a vantagem no limite, o Grêmio Prudente não baixou a guarda, e teve tranquilidade para impor o ritmo de jogo, mesmo fora de casa. O Paulista até teve algumas chances para ampliar o placar - aos 8 minutos com Kadu, e aos 20, com Nenê numa tentativa arrojada de bicicleta - mas foi a equipe visitante que quase chegou ao gol. 
Aos 24 da primeira etapa, o camisa 8 do Prudente, Léo Couto, acertou um petardo de fora da área que passou zunindo a trave direita do goleiro Gustavo Belli, do Galo da Japi. Cinco minutos depois, aos 29, o mesmo Léo Couto, sem muita pretensão, arriscou da entrada da grande área e o goleirão adversário quase protagonizou um frangaço: de forma atrapalhada, Belli espalmou e a bola bateu no travessão. 
Aos 37, o Grêmio Prudente armou um contra-ataque quaseque letal, porém, Belli, desta vez com muita astúcia, salvou o que seria o gol de empate da equipe visitante: o atacante gremista Igor Bolt recebeu cruzamento da direita e, livre dentro da área, empurrou para igualar o marcador, mas Gustavo Belli se recompôs no lance e fez uma grande defesa para impedir o empate do Gavião Carcará. O primeiro tempo em Jundiaí chegou ao final aos 47 minutos e o Grêmio Prudente ia garantindo a classificação por conta da vantagem no placar agregado. 
Na segunda etapa, os donos da casa começaram imprimindo o mesmo ritmo do início do primeiro tempo, porém o goleiro Léo Lopes, do Grêmio Prudente, dava indícios que a tarde seria dele e que a meta da equipe prudentina não seria mais furada ao final dos 90 minutos. 
Logo no primeiro giro do ponteiro, o 10 do Paulista, Cursino, obrigou o goleiro adversário a fazer uma excelente defesa. Com os donos da casa na pressão, o Grêmio Prudente tentava igualar o volume de jogo, e quase chegou ao empate no placar com o lateral-esquerdo Bull, mas Gustavo Belli não permitiu.
A partir dos 10 minutos da etapa final, o Paulista se lançou ao ataque e a equipe prudentina passou a explorar os contra-ataques. O Galo de Jundiaí obrigou Léo Lopes a trabalhar incansavelmente: aos 15 e, logo na sequência, aos 16, o goleiro do Grêmio Prudente impediu que o Paulista tomasse a vantagem no placar agregado. No primeiro lance, Léo Lopes cortou cruzamento que veio da direita; no segundo, o guarda metas da equipe visitante levou a melhor no “X1” contra o atacante Marquinhos, do Paulista, e novamente salvou o time de Presidente Prudente. 
A intensidade da partida no segundo tempo não foi a mesma da etapa inicial, mas o duelo se afunilava e o Paulista, para avançar as quartas, precisava do segundo gol de qualquer maneira. Os donos da casa passaram a explorar as bolas alçadas na área, porém o setor defensivo do Grêmio Prudente - com os zagueiros Diego Landis, Felipe Codognatto e Richard, que entrou na segunda etapa – não deixava a bola ficar viva na área do Gavião Carcará. 
Nos minutos finais do duelo, aos 46, o Paulista teve a última chance para fazer o gol decisivo, mas Léo Lopes, novamente ele, numa tarde inspirada, salvou o Grêmio Prudente mais uma vez. 
Aos 48, o árbitro Salim Fende Chavez apitou o final da partida e a catarse da classificação tomou conta de toda equipe prudentina. Grêmio Prudente classificado para às quartas de final. 

Nas quartas de final, o Flamengo de Guarulhos

Com as partidas das oitavas de final já concluídas, ficou definido que o Grêmio Prudente irá enfrentar o Flamengo de Guarulhos na próxima fase da quarta divisão do Paulista. Os confrontos são determinados a partir da posição das equipes na classificação geral: o 1º enfrenta o 8º, o 2º pega o 7º e por aí segue. Na tabela dos oito clubes que seguem na Bêzinha, o Gavião Carcará está em 7º e o rubro-negro de Guarulhos em 2º. O Flamengo ainda não perdeu na competição. 
A FPF (Federação Paulista de Futebol) divulgou hoje os dias e horários dos confrontos das quartas de final. Quanto ao duelo em questão, a primeira partida será no Prudentão nesta quarta-feira, às 15h. O jogo de volta será em Guarulhos, no domingo, também, às 15h.

Retorno da torcida

Definida no final de setembro pelo governo do Estado de São Paulo, a volta de público aos estádios do futebol paulista já pode acontecer, com 30% da capacidade do estádio. Porém, também ontem, além das datas e horários das quartas de final, a FPF decidiu que, para os jogos da Bêzinha, o retorno da torcida só se dará a partir das semifinais, na próxima semana. Nos jogos do Brasileirão desta semana, Corinthians, nesta terça, contra o Bahia, e Palmeiras, no sábado contra o Red Bull Bragantino, terão o retorno do apoio das torcidas em suas arenas após um longo hiato por conta da pandemia. 
No sábado, o treinador gremista, Luiz Henrique, o Epitácio, falou sobre a possibilidade da torcida apoiar a equipe no Prudentão, coisa que não acontece desde 2018. “Vai ser uma situação bem diferente. [...] vai ser uma sensação muito boa em poder contar com o torcedor prudentino. A gente espera isso daí. A gente acredita muito nessa força do torcedor aliada ao nosso trabalho dentro de campo, ao desempenho. Que seja uma força propulsora aos atletas dentro de campo. Então, a gente está com muita expectativa em relação a isto”, declarou o técnico, momentos após a classificação contra o Paulista, quando existia a chance do retorno do torcedor acontecer ainda nesta semana. No entanto, como já informado neste texto, a possibilidade foi descartada pela FPF. 


 

Veja também