Leishmaniose Visceral

José Vicente

COLUNA - José Vicente

Data 11/08/2021
Horário 03:33

Um problema que vem preocupando as autoridades sanitárias, e Indiana não foge à regra, principalmente porque um grande número de cães sem dono está largado pelas ruas do município. Nos últimos dias, agentes da Vigilância Sanitária têm visitado as residências para transmitir informações importantes sobre essa terrível doença. Mas não adianta só combater os efeitos, e deixar as causas desse mal provocando a contaminação. Com a quantidade de animais soltos, abandonados, defecando pelas calçadas, o problema estará sempre presente.

O que faz o poder público
O poder público deve investigar os casos humanos suspeitos de leishmaniose visceral, através da realização de diagnóstico e controle químico do vetor, realizando exames laboratoriais de cães, recolhendo e realizando a eutanásia dos animais com resultado laboratorial positivo, mesmo que não apresentem sinais clínicos. A orientação através de atividades educativas é necessária e fundamental. Por se tratar de uma doença grave, que afeta não só cães, mas também pessoas, a Prefeitura deveria proceder o recolhimento desses animais abandonados. Não só pela doença, mas pelo fato desses animais abandonados causarem outros transtornos ao município.

Mais cuidado com o cemitério
Como sempre estou aceitando opiniões e sugestões de nossos leitores, vou colocar aqui a posição de uma cidadã indianense, que com muita clareza reclama da situação de nosso cemitério municipal, sempre muito sujo e malcuidado. Segundo nossa leitora, o cemitério só é limpo em datas específicas, em que normalmente ocorrem visitações. Então, a sugestão é de que já que não conseguem manter limpo, pelo menos deveriam podar as árvores e selecionar o tipo de plantas para que não produzam tanta sujeira. No Dia dos Pais houve uma movimentação maior, com pessoas levando flores, e ocorreu que uma senhora caiu depois de tropeçar em uma daquelas plaquinhas antigas que ficam espalhadas pelo chão do cemitério. Essas placas e cruzes de metal ficam espalhadas com parte soterrada, uma verdadeira armadilha para os que por ali transitam, principalmente idosos.

Uma limpeza geral
Seria fundamental uma limpeza geral, não só do lixo comum, mas desses objetos antigos de metal, que ficam perdidos, espalhados, alguns com parte enterrada, e justamente nos locais de passagem, podendo provocar acidentes. No momento, a Prefeitura faz a reforma do muro, o que é elogiável, então, poderia já resolver esses problemas apresentados por uma moradora de Indiana. A falta de segurança também é preocupante, pois algumas pessoas temem visitar o local fora das datas específicas de visitação, por haver a presença de pessoas que procuram o local para fazer uso de drogas. Além disso, já foram registrados inúmeras vezes, furtos de peças de bronze, vasos de flores e depredação de túmulos.

Pandemia, valores recebidos
Segundo levantamento do TCE-SP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo), o município de Indiana recebeu no primeiro semestre de 2021, para enfrentamento da pandemia, R$ 109.902,00. De acordo com informações do TCE, o valor por caso confirmado foi de R$ 297,03. 

Pedágio, demora no atendimento
O pedágio de Indiana, que já está funcionando há dias, aos poucos vai entrando nos conformes. Nos primeiros dias, o atendimento demorado por parte dos atendentes gerou muita reclamação de motoristas, provocando filas consideráveis de carros e motos. Parece que aos poucos os funcionários vão adquirindo o chamado traquejo e o atendimento está se desenvolvendo de forma mais rápida, porém, ainda segue moroso, e os motoristas mais impacientes saem cuspindo marimbondos.

Volta ás aulas
Com a volta às aulas já se percebe uma movimentação diferente na cidade, embora os estudantes não estejam retornando em sua totalidade, e também com alternância de frequência. Como também não está havendo o transporte através dos ônibus, está surgindo uma nova modalidade para locomoção dos alunos, o transporte por aplicativo, e algumas mães estão se utilizando desse novo modelo, ligando para o motorista, e fazendo questão de buscar o filho pessoalmente, com segurança. Mudanças em nosso cotidiano. 

Preocupante
O mundo recebe com apreensão as informações de que o planeta esquentará 1,5ºC, até 2040, e o que nos faz esquentar mais a cabeça é o fato de que haverá um forte efeito no Brasil. Segundo pesquisadores, um avanço de 2ºC no mundo é provável e irreversível, e o que mais preocupa é que em áreas continentais como o Brasil, pode chegar a 5,5ºC. 

Em tempo
Quando você para de ler livros, você para de pensar. (Dostoyevsky)

Veja também