Mais de 2,9 mil sentenciados fazem prova do Encceja PPL

Exame nacional aplicado pelo MEC, através do Inep, proporciona conclusão do ensino fundamental, para o qual 1,4 mil se candidataram, e do médio, que obteve 1,5 mil inscritos

REGIÃO - MARIANE GASPARETO

Data 23/09/2018
Horário 05:28
AI da SAP - Provas foram aplicadas no início desta semana, na região de PP
AI da SAP - Provas foram aplicadas no início desta semana, na região de PP

No início desta semana, presos de 21 estabelecimentos subordinados à Croeste (Coordenadoria de Unidades Prisionais da região Oeste) realizaram a prova do Encceja PPL (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade). O exame, para o qual se inscreveram 2.922 sentenciados, é uma forma de conquistar o certificado de conclusão dos ensinos fundamental e médio de maneira mais rápida. Ao todo, foram 1.409 que se inscreveram para o nível do ensino fundamental e 1.513 para o ensino médio.

Aplicado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), nestas datas, a prova se destinou a presídios e unidades socioeducativas de todo o Brasil. No Estado de São Paulo, inscreveram-se 24.029 pessoas presas em estabelecimentos da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária).

A prova de certificação para o ensino fundamental foi aplicada no dia 18 de setembro, avaliando as seguintes áreas de conhecimento: ciências naturais; história e geografia; matemática; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação.

No dia seguinte (19), foi a vez das provas para certificação do ensino médio nas áreas de ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens e códigos e suas tecnologias e redação; matemática e suas tecnologias. As provas foram realizadas em dois turnos para cada nível de ensino.

Será certificado o participante que atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e atingir o mínimo de cinco pontos na prova de redação, cuja nota será adicionada à nota mínima da área de conhecimento a qual pertence.

Benefícios

O participante pode conseguir dois documentos por meio do Encceja: os Certificados de Conclusão (para quem conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação) ou a Declaração Parcial de Proficiência (certificação parcial que comprova pontuação mínima em uma ou mais áreas avaliadas, mas não em todas).

Os certificados de conclusão podem ser conquistados em uma única edição ou ao juntar as declarações de proficiência das quatro áreas de conhecimento, em edições diferentes do exame. Além disso, conforme Recomendação nº 44 de 26.11.13, do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o exame proporciona 800 horas para remição de pena pelo estudo aos certificados.

Encceja PPL

O exame é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. Cada unidade prisional e socioeducativa conta com um responsável pedagógico para representar os participantes na inscrição e certificação. Ele é o responsável pela inscrição e por repassar todas as informações necessárias aos participantes.

Para participar do Encceja PPL, é preciso ter, no mínimo, 15 anos de idade para quem busca a certificação do ensino fundamental; e 18 anos para quem busca a certificação do ensino médio. O Encceja PPL é aplicado pelo MEC (Ministério da Educação), por meio do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), em parceria com o Ministério da Justiça, através do Depen (Departamento Penitenciário Nacional). O Inep elabora, aplica e corrige as provas, mas a certificação é competência das secretarias estaduais de Educação.

Com AI da SAP

 

 


 

 

NÚMERO DE INSCRITOS POR UNIDADE PRISIONAL

UNIDADES PRISIONAIS

N° Inscritos

Ensino fundamental

N° Inscritos Ensino Médio

TOTAL POR UNIDADE

PENITENCIÁRIA DE DRACENA

90

79

169

PENITENCIÁRIA DE FLÓRIDA PAULISTA

144

144

288

PENITENCIÁRIA DE IRAPURU

112

132

244

PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS

136

139

275

PENITENCIÁRIA DE LUCÉLIA (Ala de Progressão)

12

5

17

PENITENCIÁRIA DE MARABÁ PAULISTA

104

102

206

PENITENCIÁRIA DE MARTINÓPOLIS

93

98

191

PENITENCIÁRIA DE OSVALDO CRUZ

141

135

276

PENITENCIÁRIA DE PACAEMBU

44

70

114

PENITENCIÁRIA DE PRACINHA

107

122

229

PENITENCIÁRIA DE PRESIDENTE BERNARDES (Fechado)

46

68

114

PENITENCIÁRIA DE PRESIDENTE BERNARDES (ALA semiaberto)

7

9

16

PENITENCIÁRIA DE PRESIDENTE PRUDENTE (Fechado)

67

74

141

PENITENCIÁRIA DE PRESIDENTE PRUDENTE (ALA semiaberto)

24

30

54

PENITENCIÁRIA DE PRESIDENTE VENCESLAU I

16

45

61

PENITENCIÁRIA DE TUPI PAULISTA

84

55

139

PENITENCIÁRIA DE TUPI PAULISTA FEMININA (FE)

60

74

134

PENITENCIÁRIA DE TUPI PAULISTA FEMININA (ALA)

20

15

35

CR DE PRESIDENTE PRUDENTE

33

34

67

CRP PRESIDENTE BERNARDES (MASC.)

11

18

29

CPP DE PACAEMBU

58

65

123

TOTAL

1.409

1.513

2.922

Fonte: SAP

Veja também