No Jardim Esplanada, moradores solicitam implantação de UBS e valorização de praça

PRUDENTE - ANDRÉ ESTEVES

Data 07/01/2018
Horário 00:55

Ainda que estejam próximos ao HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, moradores do Jardim Esplanada, em Presidente Prudente, solicitam a implantação de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) para o atendimento dos casos simples ou de baixa complexidade. Isso porque, desde o dia 1º de setembro de 2016, o hospital presta referência somente às urgências e emergências, deixando a população que reside nas imediações sem uma opção próxima de atendimento. O estagiário de advocacia, Valter Santos de Carvalho, 50 anos, afirma que existia uma promessa antiga da Prefeitura de implantar um posto de saúde no Jardim Cinquentenário, adjacente ao Esplanada, no entanto, até hoje a unidade não foi concretizada. “O HR era de grande serventia para os moradores, porém, após o início da referência, foi preciso buscar atendimento mais longe”, expõe.

Ele explica que, embora o bairro em questão seja habitado predominantemente por pessoas de classe média, muitos dependem do serviço público de saúde. A dona de casa Divina Gonçalves, 51 anos, também é a favor da construção de uma unidade. “Se houvesse uma mais pertinho, nos ajudaria bastante, porque temos de recorrer aos postos dos bairros Cohab e Parque Cedral em caso de necessidade”, destaca. A dona de casa Maria Lima da Silva, 67 anos, relata que, apesar de possuir convênio com o Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), depende do atendimento prévio em um posto de saúde da rede municipal e, por esta razão, uma UBS nas imediações seria proveitosa.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) informa que tem conhecimento da necessidade da instalação de uma nova UBS e está em busca de recursos junto a esferas superiores de governo a fim de viabilizar a obra. Enquanto a unidade não é construída, a pasta orienta os moradores a buscarem o atendimento nos postos do Cedral e Cohab, o qual também funciona como pronto-atendimento no período noturno e fins de semana.

 

Praça das Cerejeiras

Remodelada para o ano do centenário da imigração japonesa, lembrado em 2008, a Praça das Cerejeiras pode ser descrita como “um jardim tipicamente oriental”. Apesar de sua beleza ser destacada pelos moradores, muitos acreditam que o espaço poderia receber cuidados maiores por parte da administração municipal. É o caso da dona de casa Maria Lima da Silva, que enfatiza que, mesmo que as ações de limpeza ocorram, a praça passa períodos com acúmulo de sujeira.

A diarista Janice Pires da Silva, 40 anos, mora defronte ao espaço e lamenta o seu abandono. “É uma praça muito boa, mas poderia ser mais valorizada”, pondera. A esteticista Maria Aparecida Fernandes, 74 anos, pontua que, com o objetivo de tornar o ambiente mais atrativo, deveriam ser implantadas pequenas barraquinhas comerciais, atraindo frequentadores para o lugar.

A Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) comunica que acionará a Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) para fazer a limpeza e roçagem da área nos próximos dias. “O local recebe trabalhos periódicos de conservação, no entanto, com o período de chuvas, o mato tende a crescer mais rapidamente, dificultando a manutenção”, pontua.

 

Estrutura do bairro

Ano de fundação: 1969

Área total: 42.840 m²

Área verde: 4.390 m²

Quadras: 8

Imóveis: 168

Terrenos baldios: 3

População estimada: cerca de 700 pessoas

Fonte: Secom

 

SERVIÇO

A população pode promover suas reclamações, críticas e elogios sobre o bairro em que reside. O contato deve ser feito com os profissionais da Pauta, por meio do pauta@imparcial.com.br, do telefone 2104-3732 ou do Whatsapp 99104-8537.

Veja também