Pais de recém-nascidos que deixam UTI Neonatal receberão mudas de árvores no HR

Visando distribuição de 30 exemplares por mês, iniciativa homenageia força das crianças que lutam pela sobrevivência e incentiva compromisso com a sustentabilidade no futuro

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 01/07/2021
Horário 16:36
Foto: AI HRPP
Paula, mamãe do Calleb, foi a primeira a receber muda de árvore
Paula, mamãe do Calleb, foi a primeira a receber muda de árvore

O HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo de Presidente Prudente iniciou, nesta quarta-feira, a distribuição de mudas de árvores para os pais de bebês recém-nascidos, no ato da alta da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal. A iniciativa, denominada como "Plante Vida", realizada em parceria com a Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), faz parte do “Projeto Conscientizar - Casa de Cura Sustentável”, que elenca 10 ações de sustentabilidade para serem difundidas entre o HR e AME (Ambulatório Médico de Especialidades), duas unidades gerenciadas pela Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus no município.

Segundo a enfermeira do Serviço Integrado de Qualidade em Saúde e membro da comissão do Projeto Conscientizar, Andressa Regiane Fogaça Ribeiro, após a aprovação da ação pelo diretor administrativo do Hospital Regional, Frei Tarcísio Marchini, os integrantes do projeto partiram em busca de parceiros.

“Entrei em contato com a primeira-dama do município, Clélia Tomazini, que abraçou a causa prontamente e nos direcionou gentilmente para a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Oficializamos a parceria e teremos à disposição do hospital 30 mudas de árvores mensalmente, a fim de ofertarmos aos pais dos recém-nascidos que receberam assistência na UTI Neonatal”, afirma.

Além disso, Andressa ressalta que a ação é de adesão voluntária e que a iniciativa busca homenagear a força das crianças que lutam pela sua sobrevivência, reforçando também a importância da preservação do meio ambiente na contribuição para a qualidade de vida das futuras gerações.

“Esses bebês enfrentam com tão pouco tempo de vida um grande desafio. Esta árvore simboliza o crescimento e desenvolvimento da criança e até mesmo o compromisso do cuidado com a sustentabilidade no futuro”, relata.

Primeira árvore doada

A primeira contemplada com a doação da muda de árvore e do certificado de participação da iniciativa no Hospital Regional de Prudente foi a Paula Vitor dos Santos, moradora de Santo Anastácio e mamãe do Calleb, nascido há dois meses, com apenas um quilo e oitenta gramas.

“É a primeira vez que vejo e participo de um projeto como este, essa quaresmeira [espécie de árvore nativa] já tem destino certo, porque eu amo cultivar plantas na cidade onde eu moro. Ela vai se desenvolver e eu vou acompanhar o crescimento dela, assim como o do Calleb, que logo estará em casa”, afirmou com o filho em seus braços.

Veja também