Por conta das eleições, VEM de Prudente adia ação de combate às endemias para dia 21

Trabalho educativo ocorreria amanhã na área 4 da cidade, mas teve data alterada para que "não haja cunho político"

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 13/11/2020
Horário 17:53
Arquivo - Objetivo do trabalho é intensificar ações de prevenção e combate às endemias e escorpiões
Arquivo - Objetivo do trabalho é intensificar ações de prevenção e combate às endemias e escorpiões

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), por meio da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), informa que a ação programada para este sábado na área 4 de Presidente Prudente será adiada em razão das eleições municipais deste domingo. O adiamento da iniciativa, que deverá ocorrer no próximo sábado, dia 21, é para que não haja nenhum cunho político, uma vez que se trata única e exclusivamente de intensificação nas ações de prevenção e combate às endemias e escorpiões.

A ação teve início no último sábado, quando agentes da VEM e das ESFs (Estratégias de Saúde da Família) percorreram bairros como Parque e Vila Furquim, além do Jardim Itapura 1, submetendo a população a um questionário a fim de verificar o que os moradores sabem e como agem em relação à separação de resíduos, doenças originadas em consequência do lixo, quais animais são atraídos, quais os impactos causados pela disposição inadequada de entulho, quantas pessoas da residência já tiveram dengue, entre outras questões.

No dia 21, a ação terá continuidade com recolhimento de todo tipo de material, incluindo recicláveis que estejam separados, com exceção de entulhos. A iniciativa, em parceria com a Unoeste (Universidade do Oeste Paulista) contará com participação da Prudenco (Companhia Prudentina de Desenvolvimento) e Cooperlix (Cooperativa Trabalhadores Produtos Recicláveis de Presidente Prudente).

Além disso, junto ao trabalho que será realizado com os caminhões, os agentes da VEM promoverão o BCC (Bloqueio do Controle de Criadouros), que consiste em orientar os moradores a descartarem todos os recipientes que possam acumular água e servirem como criadouros do Aedes aegypti, cujo mosquito é transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya.

Este é um projeto piloto que contemplará toda a área 4 de Prudente. Com mapeamento pré e pós-realização da iniciativa e, dependendo dos resultados surtidos, a ação poderá ser estendida para todas as áreas da cidade.

Veja também