Primeira bariátrica da região completa 22 anos

Procedimento inaugural foi realizado em 30 de junho de 2000, na Santa Casa de Misericórdia; desde então, hospital soma 1.135 cirurgias

REGIÃO - DA REDAÇÃO

Data 05/07/2022
Horário 17:23
Foto: Santa Casa
Matéria do jornal O Imparcial trouxe na época repercussão sobre início do procedimento na região
Matéria do jornal O Imparcial trouxe na época repercussão sobre início do procedimento na região

A Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente comemorou, no dia 30 de junho, 22 anos da primeira cirurgia bariátrica realizada no hospital e no oeste paulista.

A gastroplastia foi implantada na unidade pelo médico cirurgião Jefferson Taguti, que celebra o fato de ter contribuído para possibilitar esse tipo de cirurgia e tratamento por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). "Muitos dos pacientes aptos para realizar a bariátrica não têm condições financeiras, então é muito gratificante oferecê-la por meio da rede pública", expõe.

Foto: Santa Casa - Gastroplastia foi implantada na instituição pelo médico cirurgião Jefferson Taguti

O primeiro procedimento ocorreu em 30 de junho de 2000. A paciente beneficiada na ocasião foi Célia de Luna Frigo, hoje com 51 anos. Vinte e dois anos depois, ela diz se sentir muito feliz e considera a cirurgia um prêmio pelo qual correu atrás. Com 1 metro e 54 centímetros de altura, ela chegou a pesar 113 quilos e não conseguia emagrecer por outros métodos. "Eu cheguei ao fundo do poço. Não conseguia me olhar no espelho. Então, a cirurgia mudou tudo, me deu vida e esperança novamente, fez com que eu voltasse a gostar de mim mesma", comenta.

Desde Célia, foram realizadas 1.135 cirurgias na santa casa, uma média de 50 cirurgias por ano por meio do SUS. E, segundo a instituição, esse número só não é maior devido aos efeitos da pandemia do Covid-19.

Foto: Santa Casa - Célia de Luna Frigo foi a primeira beneficiada com a cirurgia na instituição

Dias melhores

A paciente Gabriela Tofolo Betioli, 32 anos, é uma das próximas que serão contempladas. Ela participou recentemente do último grupo preparatório para a realização da cirurgia bariátrica. O procedimento traz a esperança de poder voltar para as aulas de natação. "Com o peso de hoje, tenho dificuldade. Também sinto vergonha do meu corpo e me preocupo com o que as outras pessoas vão pensar. Quando estiver com o peso ideal, vou me sentir mais segura e confiante para retomar a natação", relata.

Foto: Santa Casa - Gabriela quer fazer a cirurgia e poder voltar para a natação

Já a paciente Aline Soares Silva, 38 anos, vivencia a satisfação trazida pela cirurgia realizada há pouco mais de 10 meses. Ela, que iniciou o tratamento pesando 119 quilos, hoje está com 82 quilos. "Busquei a cirurgia porque tenho dois filhos e eu precisava viver para cuidar deles. Vi na bariátrica a âncora para ter saúde e cuidar da minha família", conta.

Foto: Santa Casa - Aline realizou a cirurgia há pouco mais de 10 meses

Acompanhamento constante

Segundo a santa casa, os pacientes que recebem o tratamento são encaminhados ao ambulatório do hospital por meio das ESFs (Estratégias de Saúde da Família). "O que diferencia a santa casa de Presidente Prudente em relação aos outros hospitais são os processos bem definidos e a presença de uma equipe multidisciplinar da instituição, composta por profissionais de diversas áreas, que acompanham o paciente desde a abordagem inicial e encontros preparatórios até o pós-procedimento cirúrgico", pontua.

Veja também