Retorno das missas

JOSÉ COSTA

COLUNA - JOSÉ COSTA

Data 06/08/2020
Horário 03:31

Em decreto publicado na sexta-feira, o bispo da diocese de Marília, dom Luiz Antônio Cipolini, libera as celebrações litúrgicas públicas gradualmente a partir do dia 22 de agosto. A medida abrange todos os municípios da Nova Alta Paulista. Desde 21 de maio, as missas estavam suspensas por determinação da cúria diocesana, sendo celebradas apenas pelas redes sociais das paróquias. De qualquer modo, continuam dispensadas as pessoas que são do grupo de risco da Covid-19 e também pessoas que tenham motivos particulares e objeção de consciência para não participarem das celebrações. Continuam suspensas, no entanto, atividades pastorais que envolvam aglomeração de fiéis, como reuniões e cursos de formação pastoral.

Coronavírus

Vamos atualizar essa nota. Na última edição desta coluna, Tupã registrava 13 casos de morte por coronavírus  e, deste total, oito eram atendidos na Casa Emanuel, que abriga idosos da cidade.  Desta feita, na semana chegou ao número de 21 mortos e, destes, 14  agora são daquela instituição. No asilo, várias pessoas foram contaminadas pela doença e todos os moradores foram retirados da casa e levados para o antigo Hospital Dom Bosco, que passou por higienização completa. Na semana, uma interna, 93 anos, daquele asilo foi curada e uma outra de 84 anos encontra-se em tratamento.

Limpeza de estrada

Através da sua Comissão do Meio Ambiente, o Lions Clube de Irapuru Caçula realizou no domingo uma limpeza geral às margens da via de acesso que liga a cidade à Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294). Este trabalho é feito periodicamente e foi recolhida mais de uma tonelada de lixo em apenas quatro quilômetros de rodovia. O objetivo do trabalho é conscientizar os motoristas para que não joguem lixo nas margens da rodovia. Segundo os organizadores, tudo é “falta de cultura”, pois eles continuam cometendo sempre o mesmo erro. O trabalho tem parceria com a Prefeitura de Irapuru e da Polícia Militar Rodoviária.

Depósito de lixo

Numa avaliação dos organizadores, o trabalho foi bom, mas mostrou a “falta de cultura e até mesmo de educação” dos motoristas e usuários daquela estrada, com o meio ambiente. As margens daquela rodovia serviam de depósito de lixo, incluindo uma grande quantidade de garrafas de vidro e até mesmo móveis velhos e deteriorados. Muitos motoristas e viajantes, nesta época, compram marmitex, e usam as sombras das árvores para as refeições e jogam todo o lixo e resto de comida naquele local.

Covid-19

A pré-candidata à prefeita de Osvaldo Cruz, Vera Lúcia Alves, Vera Morena (PP), testou positivo para Covid-19 ontem. A ex-vereadora foi submetida a teste rápido, que apontou para o novo coronavírus. A pré-candidata está em bom estado de saúde e permanece em isolamento domiciliar juntamente com o esposo, José Leal. De acordo com a própria pré-candidata, ela teve sintoma parecido com conjuntivite. O sintoma apareceu no sábado e, desde então, ela permanece em quarentena.

Agricultura

Na manhã de sexta-feira, por meio de videoconferência, ocorreu a reunião da Secretaria de Agricultura e Abastecimento/Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável e Escritório de Desenvolvimento Regional, com as lideranças da região da Nova Alta Paulista com o tema “Impactos da pandemia na agricultura e ações da SAA/CDRS no Estado de São Paulo e na regional de Dracena”. Participaram os municípios que fazem parte do EDR (Escritório de Desenvolvimento Rural) de Dracena: Pauliceia, Panorama, Santa Mercedes, São João do Pau D’Alho, Nova Guataporanga, Monte Castelo, Tupi Paulista, Ouro Verde, Dracena, Junqueirópolis, Irapuru, Flora Rica, Pacaembu, Flórida Paulista, Mariápolis e Adamantina.

Visitas a cemitérios

Diante da pandemia que assola o mundo, afetando os pequenos municípios, muitos deles, com o objetivo de evitar aglomerações, fecharão os cemitérios neste domingo, Dia dos Pais. Os primeiros a anunciar a medida foram os municípios de Tupi Paulista, Adamantina, entre outros, procurando evitar contágios da Covid-19. Muitos moradores reclamaram das decisões tomadas por algumas prefeituras, alegando que poderiam impor distanciamentos e uma vigilância maior.

Veja também