Santo Expedito: O primeiro milagre

Turismo Religioso - JOSÉ COSTA

Data 05/01/2021
Horário 03:29
Foto: Arquivo
Igreja de Santo Expedito
Igreja de Santo Expedito

Embora milhares de milagres têm sido relatados por romeiros e fiéis que chegam a Santo Expedito, na realidade o historiador Pedro Geraldo Coimbra que procurou, quando em vida, recuperar todos os detalhes da vida do município. Assegura que o primeiro milagre aconteceu por volta de 1940. Vinda do sul do Maranhão, a família de Arnóbio Guimarães Tenório se dirigiu ao Estado de São Paulo e trazia em sua mala uma imagem de seu santo de devoção, Santo Expedito. Prometeu que se encontrasse um local para morar e para trabalhar, construiria uma capela para a sua imagem. Segundo consta, o início do desmatamento da área foi em abril de 1939. 

O milagre

Arnóbio chegou ao local, chamado de quilômetro 30 e, como conseguiu o seu intento, ou seja, um lugar para morar e da mesma forma um trabalho, percebeu que o milagre aconteceu, pois a graça foi alcançada, e iniciou a construção de uma capela de pau a pique e coberta de taboinha de cedro. Era chamada de Capelinha da Vila Braga, mas os frequentadores a denominavam de Capelinha de Santo Expedito, como passou a ser conhecido o povoado, pois abrigava a imagem do santo. Mas, da mesma forma, a população retirou o nome capelinha e passou a ser conhecido como Santo Expedito. Este nome foi adotado sem que houvesse qualquer ingerência política ou de grupos. Os próprios moradores que foram se adequando a esse nome, como da mesma forma instituindo seu padroeiro como Santo Expedito.

Previsão futurística

Em 31 de dezembro de 1958, por decreto estadual, o distrito que pertencia a Alfredo Marcondes e comarca de Presidente Prudente alcançou sua emancipação político-administrativa tornando-se o município de Santo Expedito. Mais tarde, durante a primeira legislatura, foi criado o brasão do município, que em seus inúmeros símbolos e significados traz a expressão latina “Fide et Labore Duco”, com fé e esperança venço, traduzindo de forma profética o perfil  e vocação turística do município na missão de acolher milhares de devotos do santo padroeiro em todas as partes do país.

Caminhadas

Muitos fiéis e devotos de Santo Expedito se curvam frente à pandemia da Covid-19, mas não perdem a fé e a esperança de que as caminhadas não se percam. Grupos já estão se organizando e buscando informações junto ao padre Umberto sobre como proceder em 2021, evidentemente respeitando os protocolos instituídos pelas autoridades da saúde.

19 de abril

“Expedito” na verdade era o apelido que exprimia a presteza e a prontidão com que agia tanto no cumprimento de seu dever quanto na defesa da religião. Como muitos cristãos que se destacavam, Expedito caiu na ira do imperador Diocleciano, que ordenou a sua morte. Ele foi flagelado e depois decapitado em 19 de abril de 303 d.C. 

Pandemia

Tão logo já tenha se definido alguma posição em relação à pandemia, os responsáveis pelo turismo de Santo Expedito devem traçar projetos para atender a todos os turistas e devotos de Santo Expedito. Embora a conclusão da obra ainda levará quase três anos, todos os procedimentos serão feitos objetivando o aproveitamento de toda estrutura já edificada, como também a possibilidade de celebrações de missas campais ao redor da igreja.

Caminhada

Um grupo de Presidente Prudente, em contato com a coluna, demonstrou o intento de realizar uma caminhada com um grupo misto daquela cidade, até a Capital da Fé. Os responsáveis do turismo na cidade afirmam que dentro de todo o procedimento determinado pelas autoridades da saúde, com os cuidados impostos, essas ações podem acontecer extraoficialmente.

Veja também