Setores estão otimistas com fim das restrições em estalecimentos

Mesmo com a nova atualização, medidas sanitárias de enfrentamento à pandemia continuam em todo o Estado; setores avaliam como positiva a nova fase de retomada segura das atividades econômicas

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 19/08/2021
Horário 04:02
Foto: Arquivo/Weverson Nascimento
Para setor, retomada segura é importante para comerciantes e consumidores
Para setor, retomada segura é importante para comerciantes e consumidores

Nesta terça-feira, após um ano e cinco meses de quarentena para combater o novo coronavírus, as medidas de restrição de horário e público chegaram ao fim no Estado de São Paulo. No entanto, mesmo com a nova atualização, as medidas sanitárias de enfrentamento à pandemia continuam em todo o Estado, como o distanciamento de 1 metro e o uso obrigatório de máscara em todos os ambientes. Representantes de setores avaliam como positiva a nova fase de retomada segura das atividades econômicas.
Nesta fase de retomada segura também serão liberados, desde que não gerem aglomerações e que possuam e sigam os protocolos de saúde e higiene, os eventos sociais, museus e feiras corporativas com controle de público. No entanto, continuam proibidos shows com público em pé, pistas de dança e torcida em estádios de futebol, que devem ser autorizados em novembro. Ainda de acordo com o governo paulista, prefeituras possuem autonomia para determinar medidas mais rigorosas em suas cidades.
O presidente da Acipp (Associação Comercial e Empresarial de Presidente Prudente), Ricardo Anderson Ribeiro, por exemplo, destaca que os setores que mais vão se beneficiar serão hotéis, bares e restaurantes, que anteriormente estavam com a atividade prejudicada em função das restrições de horário e público. “O comércio varejista já vem trabalhando normalmente há certo tempo. Mas, a notícia do fim da quarentena, portanto, é um alento para nós de que estamos voltando para certa normalidade”, enfatiza. No entanto, Ricardo acrescenta que, embora o Estado permita ocupação de 100% nos estabelecimentos, ainda é necessário seguir à risca todos os protocolos sanitários, uma vez que ainda ocorre a difusão de novas variantes da Covid-19, e, que, mesmo com a vacinação completa, a pessoa pode evoluir para uma forma grave da doença e até mesmo ir a óbito. 
O presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Presidente Prudente e Região), Vitalino Crellis, por sua vez, diz que a fase de retomada segura é importante para todos os comerciantes, uma vez que agora contam com mais tempo e flexibilidade para vender seus produtos ou serviços. Contudo, explica que o setor ainda continuará com os reflexos da pandemia, principalmente no que diz respeito à reposição de mercadoria, que, ao longo do período sofreu com a alta do preço. “Algumas indústrias fecharam e outras sofreram com a alta da matéria-prima, por exemplo. Tudo isso acaba chegando ao lojista e, consequentemente, ao consumidor”, detalha. “Mas, a grande esperança, agora com o fim da quarentena, é quanto aos produtos típicos do mês de dezembro. Eles podem trazer um saldo positivo em vendas para os lojistas”, acrescenta.   
O presidente do Sinhores (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Presidente Prudente), Rubens Afonso, destaca que a determinação é favorável, uma vez que o setor aguardou muito tempo por este dia. “Alguns estabelecimentos contam com pouco espaço e, diante das medidas de restrição de público, eles não conseguiam atender todos os clientes. Mas, é válido ressaltar que os cuidados continuam, uma vez que a pandemia amenizou, mas não acabou”.  
Rubens também considera que, mesmo diante das medidas de restrição, os estabelecimentos vêm conseguindo recuperar a economia, principalmente após as fases que permitiram uma retomada gradativa do atendimento. “Sem dúvidas, esse anúncio traz mais esperança para todos nós”.

Recuperação da economia

O gerente regional do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) em Presidente Prudente, José Carlos Cavalcante, diz que a nova medida vai motivar o comércio/varejo como um todo a ter perceptiva de vendas futuras. A nova atualização, segundo ele, traz um efeito positivo para os empresários tanto do setor do comércio como da prestação de serviços, os mais atingidos com a pandemia, ou seja, vai proporcionar certa tranquilidade para retomar as atividades e trabalhar na recuperação da economia.
Cavalcante também detalha que, com a aproximação das festas de fim de ano, os empresários do varejo terão a possibilidade de se planejar melhor paras as vendas. Tal período, segundo ele, também será favorável para novas contratações em diversos segmentos. “O último trimestre do ano se destaca como o melhor período, principalmente para o varejo”, explica. “Então, a pandemia estando sob controle e as pessoas vacinadas, aos poucos vamos chegando à normalidade e com boas perspectivas de recuperação da nossa economia”, acrescenta.   

Veja também