Sincomércio propõe criação de cartão para compra de material escolar

O pedido está em análise pelo prefeito Jorge Duran Gonçalez (PDT), juntamente com a equipe de desenvolvimento econômico, com as verificações de ordem jurídica.

PRUDENTE - Laís Ernesto

Data 21/08/2014
Horário 09:06
 

Representantes do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista) e da Prefeitura de Presidente Venceslau se reuniram, ontem, para discutir a criação de um projeto de lei que visa implantar o "Cartão Material Escolar" para alunos de escolas públicas municipais. A medida também estima o fortalecimento do comércio da cidade.

O projeto prevê que a prefeitura realize repasses financeiros via cartão aos pais dos alunos, que deverão adquirir os materiais escolares em papelarias credenciadas, cumprindo uma lista de itens definida pela Secretaria Municipal de Educação, que hoje fornece os materiais diretamente às escolas.

Guido Denippotti, 49, presidente do Sincomércio do Pontal, afirma que "este é um projeto importante para o comércio e para os alunos". "Costumeiramente as licitações para aquisição de material escolar são ganhas por empresas de fora da nossa cidade, o que faz com que haja uma substancial evasão de recursos do município que, por consequência, deixa de criar empregos. A outra grande importância desta iniciativa é a possibilidade dada ao aluno de adquirir o material que melhor lhe servir, certamente, com garantia de qualidade", enfatiza.

O pedido está em análise pelo prefeito Jorge Duran Gonçalez (PDT), juntamente com a equipe de desenvolvimento econômico, com as verificações de ordem jurídica. Não há previsão para que a medida seja implantada.

Segundo Denippotti, o projeto está pronto e falta apenas a aprovação. Outras cidades do Estado como Fernandópolis, Jaú e Salto já utilizam o cartão material escolar.

Veja também