Transplantes de córneas crescem na santa casa

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 13/04/2016
Horário 08:16
A Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente já realizou 13 transplantes de córneas neste ano, contra oito no mesmo período do ano passado. O fato da córnea poder ser captada até seis horas após a morte do doador e o trabalho ativo do Bando de Olhos e da Comissão Intra-hospitalar de Transplante de Órgãos contribuem para esse crescimento.

Segundo a enfermeira Daiane Hilário, responsável técnica pelo Banco de Olhos e membro da comissão, as campanhas de conscientização ajudam no esclarecimento das famílias que estão mais seguras para a doação. Neste ano, a santa casa realizou 24 captações de córneas que foram encaminhadas para a central de transplantes do Estado que, por sua vez, faz a distribuição de acordo com a fila de espera.

Jornal O Imparcial Neste ano, foram feitos 13, contra 8 no mesmo período de 2015

Na segunda-feira, foram realizados dois transplantes de córneas na nova clínica do hospital, beneficiando uma mulher, 62 anos, e uma adolescente, 16 anos. A dona de casa Jeane Domingos Davi afirma que sua filha Jaine Vitória aguardava o transplante há seis meses. "Minha esperança é que ela recupere totalmente a visão do olho direito. Por causa da ceratocone, ela não enxergava praticamente nada com este olho", explicou. Os transplantes são realizados pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

De acordo com o oftalmologista Edson Fudo, com a técnica de transplante lamelar,  a chance de rejeição é "muito pequena", em torno de 5%. Ele frisa que  a cirurgia de transplante de córnea é realizada em torno de uma hora, mas os cuidados que o paciente precisa ter no pós-operatório exigem atenção por cerca de um ano e devem ser rigorosamente observadas para o sucesso do procedimento.

Veja também