Três estabelecimentos de PP recebem autos de infração por descumprir regras do Plano SP

Além disso, Vigilância Sanitária e Sedepp apreenderam dois equipamentos de narguilé que eram compartilhados por jovens no Parque do Povo

PRUDENTE - DA REDAÇÃO

Data 28/06/2021
Horário 13:09
Foto: Cedida
Narguilés compartilhados no Parque do Povo foram apreendidos por contrariar decretos municipais
Narguilés compartilhados no Parque do Povo foram apreendidos por contrariar decretos municipais

A Prefeitura de Presidente Prudente, por meio da força-tarefa formada pela Visa (Vigilância Sanitária Municipal), Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana) e Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, com apoio da Polícia Militar, deu continuidade às ações de fiscalização e combate às aglomerações clandestinas no fim de semana.

A operação teve início na quinta, às 19h, e seguiu até no domingo, às 23h, como estratégia de combate à Covid-19.

A Visa realizou 118 inspeções, entre denúncias e demandas espontâneas, em vários tipos de estabelecimentos comerciais. Foram lavrados três autos de infração, sendo em um restaurante, uma lanchonete e uma tabacaria. Já a Sedepp cumpriu 28 visitas, que resultaram em 14 orientações e sete notificações em tabacaria, barbearia, bar, lanchonete, restaurante e um posto de combustível.

Entre as principais ocorrências, a Vigilância Sanitária autuou mais uma tabacaria na região do Parque do Povo, que funcionava além do horário permitido. A Vigilância Sanitária e a Sedepp também apreenderam dois equipamentos de narguilé, que eram compartilhados por diversos jovens no Parque do Povo, o que contraria os decretos municipais em vigor.

Na madrugada deste domingo, as equipes estiveram novamente no Parque do Povo, com destaque para a Praça do Centenário, onde jovens foram orientados em relação ao decreto vigente e os protocolos de segurança.

No período da operação, a Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil recebeu 221 denúncias pelo portal da Inova Prudente e a Central 156, além de 68 denúncias via WhatsApp. Já a Polícia Militar recebeu 10 denúncias.

Veja também