Unipontal verifica viabilidade da utilização de veículo sobre trilhos

Câmara pediu em agosto análise técnica com objetivo de implantar em Prudente e região um modelo de transporte público por meio de veículo leve sobre trilhos; Rumo/ALL será procurada

REGIÃO - THIAGO MORELLO

Data 22/10/2019
Horário 17:31
Arquivo - Rumo diz que, se houver viabilidade, órgãos regulamentares precisam autorizar a ação
Arquivo - Rumo diz que, se houver viabilidade, órgãos regulamentares precisam autorizar a ação

A Câmara Municipal de Presidente Prudente solicitou em agosto ao presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema), o prefeito de Presidente Venceslau, Jorge Duran Gonçalez (PSD), a realização de estudos técnicos com o objetivo de ser implantado em Presidente Prudente e região um modelo de transporte público por meio de veículo leve sobre trilhos ou análogo. À reportagem, o chefe da entidade disse que o primeiro passo é consultar a viabilidade com a empresa que detém concessão da ferrovia: a Rumo/ALL (América Latina Logística).

Mas antes de tudo, ele confirma o interesse em ir em frente com o projeto, se possível, pois acredita ser benéfico à região. “A possibilidade de promover mais um tipo de transporte público é interessante. Mas a gente precisa, primeiramente, falar com quem manda no local, né, com quem administra a ferrovia”, frisa Duran.

O mesmo documento foi encaminhado ao prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB), que conforme a Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), se posiciona favoravelmente à proposta do Legislativo. No entanto, ele “pondera que não se trata de uma questão que possa ser resolvida em âmbito municipal, uma vez que a gestão da ferrovia é vinculada ao governo federal”.

O pedido foi feito por meio requerimento, apreciado e aprovado com urgência na sessão ordinária do Legislativo, no início de agosto.

CIESP POSSUI EXEMPLO
DE ESTUDO TÉCNICO

Recentemente, o diretor regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), Wadir Olivetti Junior, voltou a fazer a proposta também. Voltou, porque como ele mesmo pontua, esse é um assunto acompanhado por ele há anos.

Na ideia, Wadir trata sobre uma ligação ferroviária, pelo menos, entre os municípios de Regente Feijó a Santo Anastácio, usando os trilhos que hoje já existem, com veículo leves e apropriados. “É uma estrutura que já está pronta e precisa ser utilizada”, completa. Segundo ele, cerca de 100 mil pessoas poderiam ser beneficiadas com o transporte, que não necessariamente precisa ser de “alta velocidade”. A ideia é compartilhar e disponibilizar o estudo.

RUMO/ALL “NÃO OPERA”
TREM DE PASSAGEIROS

Por se tratar da ferrovia, como dito, quem possui concessão do trecho ferroviário é a Rumo/ALL. Questionada, a concessionária alega que ainda não foi procurada para tratar sobre o assunto. “Vale ressaltar que a Rumo não opera trens de passageiros, somente trens de carga. Caso haja viabilidade comprovada do projeto, deverá ser autorizado pelos órgãos regulamentares”, argumenta.

Veja também