Volume de chuva registrado neste domingo em Prudente é superior a 72 milímetros

Valor representa 35% da média histórica mensal no município, que é de 206,6 milímetros; previsão indica a possibilidade da ocorrência de intempéries até sexta-feira

PRUDENTE - WEVERSON NASCIMENTO

Data 28/12/2020
Horário 14:30
Novamente dependências do TCPP são tomadas pela força das águas da forte chuva
Novamente dependências do TCPP são tomadas pela força das águas da forte chuva

Na tarde de ontem, os prudentinos foram surpreendidos novamente por uma forte chuva. No período das 17h às 20h, os pluviômetros da Estação Meteorológica “Professor Vagner Camarini Alves”, da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), já haviam acumulado 72,8 milímetros, valor que representa 35% da média histórica mensal em Presidente Prudente, que é de 206,6 milímetros.

Conforme o professor e responsável pela Estação Meteorológica da Unoeste, Alexandrius de Moraes Barbosa, o grande volume de chuva foi devido a uma área de baixa pressão localizada na região, que promoveu o aumento da instabilidade e provocou intempéries volumosas. “A chuva de ontem foi uma típica chuva de verão, também conhecida como chuvas convectivas. A ocorrência desse tipo de intempérie é muito comum entre os meses de dezembro a fevereiro, principalmente”, explica.

Diferentemente dos meses de setembro, outubro e novembro – em que foi constatada baixa precipitação – em dezembro já choveu 45% (300,6 mm) a mais do que a média mensal em Presidente Prudente. “A previsão indica que teremos um fim de ano chuvoso na região, com a possibilidade da ocorrência de chuvas até sexta-feira”.

 

Força da natureza

A reportagem teve acesso a fotos e vídeos que mostram como a força da natureza não estava de brincadeira. No município, a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil registrou 15 pontos de alagamentos neste domingo: Parque do Povo, na Avenida 14 de Setembro; ruas Hygino Langhi; Paulo Eiró; Raimundo FonsecaGuadalajara; Santin Victor Menotti; Marechal Floriano Peixoto; Avenida Washington Luiz; Avenida Ana Jacinta; Avenida Ibrain Nobre, entre outras.

O órgão também registrou uma queda de árvore, três casas alagadas, três vias com o pavimento asfáltico danificado e um novo alagamento no TCPP (Tênis Clube de Presidente Prudente). Durante a madrugada e manhã desta segunda-feira, a Defesa Civil continuou atendendo aos pedidos da população referente aos danos causados pelas fortes chuvas.

De acordo com o gerente de operações do TCPP (Tênis Clube de Presidente Prudente), Fábio Renato Sales, a chuva causou novos transtornos ao local. “Novamente a água trouxe muito entulho para as proximidades do clube e acabou entupindo as bocas-de-lobo que escoam na Avenida Washington Luiz. Só em frente ao TCPP foi retirado um caminhão de lixo”, explica. “Enquanto as autoridades não fazerem um trabalho preventivo, em qualquer chuva tudo acontecerá novamente”, acrescenta. Hoje, equipes trabalham na limpeza e remoção dos entulhos.

Atendimento às ocorrências

A reportagem solicitou um posicionamento para Prefeitura de Prudente com relação ao ocorrido na Avenida Washington Luiz. Em nota, o governo informou que tem atuado no atendimento às principais ocorrências relacionadas ao temporal desde o início da noite de ontem. Os trabalhos se concentram, sobretudo, no recolhimento de árvores caídas e na desobstrução de bocas-de-lobo que ocasionaram pontos de alagamento na cidade, como foi o caso das tubulações próximas ao Tênis Clube – as quais foram desobstruídas logo após as chuvas. 
“Também na noite de ontem, equipes de plantão da Secretaria de Obras e Serviços Públicos recolocaram as tampas dos bueiros do Parque do Povo, que foram arrancadas pela força da enxurrada. Ao longo desta segunda-feira, prosseguiram os trabalhos em toda a cidade”.  

Fotos: Defesa Civil

Defesa Civil registrou 15 pontos de alagamentos neste domingo

 

Fotos: Cedidas

Tênis Clube ficou tomado novamente pelas águas 

Veja também