​O Espadachim, um cronista a favor dos fracos e oprimidos, quer dizer, frascos e comprimidos.

Comida para Gente Carente

OPINIÃO - Sandro Villar

Data 19/05/2020
Horário 06:08

Ainda bem que há muita gente boa no Brasil, talvez a maioria, envolvida em ações voluntárias para socorrer os mais necessitados nestes tempos assombrosos. Todos sabem: tem gente passando fome Brasil afora e como tem! Gente sem vintém. Solidariedade ou caridade? Tanto faz. "Fora da caridade não há salvação", dizia Allan Kardec e com toda razão. 

 Quem acha que caridade está mais para assistencialismo, então substitua a palavra por solidariedade. O importante é ajudar e dar comida a quem não tem mais alimentos na geladeira. Geladeira? É a palavra que o cronista procurava. 

Uma geladeira sempre abastecida por voluntários foi colocada em uma praça de Palmital, no centro-oeste paulista, para fornecer comida às famílias que atravessam dificuldades financeiras agravadas com a pandemia. Segundo li no G1 Bauru, as porções de alimentos são colocadas em embalagens individuais para evitar o contágio pelo coronavírus.

 Quem está com fome vai à praça, abre a geladeira e pega a sua porção de alimentos, que são saudáveis. Bela iniciativa dos voluntários. Eles são pessoas do bem, ao contrário de certos vândalos que andam por aí enrolados na bandeira brasileira, como se a bandeira fosse propriedade deles. Como diz o ditado antigo, "fazer o bem sem olhar a quem". 

Chamada de geladeira solidária, a iniciativa em Palmital não chega a ser uma novidade. Mesmo antes da pandemia houve ações semelhantes não só com geladeiras solidárias, mas também com a distribuição de pães às famílias carentes em várias cidades. Tais ações, presumo, se intensificaram Brasil afora(ou seria Brasil adentro?).

Ainda sobre a geladeira solidária de Palmital, tenho uma "observação" a fazer. Os voluntários adicionaram palmito nas porções? Afinal, a cidade é Palmital e, para fazer jus ao nome, deve ter palmito a dar com pau. Palmito não é exatamente uma iguaria é pode ser colocado nas porções. Brincadeira à parte, parabéns ao pessoal de Palmital. 

E cadê a geladeira solidária em Presidente Prudente? Quem se habilita e, por falar nisso, tenho, com todo respeito, uma sugestão a fazer aos pecuaristas. Rapazes, mãos à obra! Instalem logo - e rápido - não uma geladeira, mas um freezer enorme na Praça 9 de Julho com carne de todo tipo. Distribuam essa carne àqueles que, agora, só têm água e farinha na geladeira. Quem tem muito boi não pode ser mão de vaca nessa hora.


DROPS

General no Ministério da Saúde. Melhor! Vai dar um tiro de canhão no coronavírus.

Repeteco. Nova dupla caipira na praça: Cloro e Quina.

Passarinho que come pedra sabe o bico que tem.

Estamos todos na mesma charrete. Será? 

 

Veja também