Reprodução/Facebook - Sinézio faleceu ontem aos 80 anos e será sepultado em Indaiatuba

Foto: Reprodução/Facebook - Sinézio faleceu ontem aos 80 anos e será sepultado em Indaiatuba

DESPEDIDA

Radialista Sinézio de Souza falece aos 80 anos

Amigos da rádio 98 FM, de Prudente, local em que atuou e fez história com a música sertaneja, comentaram sobre a perda e analisam a personalidade única do profissional

  • 22/08/2019 04:32
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

O rádio prudentino perdeu ontem uma figura que marcou história por causa da simpatia, carisma, temperamento alegre e profissionalismo. Aos 80 anos, faleceu o radialista Sinézio de Souza, que será enterrado em Indaiatuba (SP), onde vivia depois que se mudou de Presidente Prudente. Os amigos da rádio 98 FM, local em que atuou e fez história com a música sertaneja, comentaram sobre a perda e ressaltaram a personalidade única do profissional.

O operador de gravação, Mauricio Libanio, por exemplo, classifica o amigo de longa data como uma pessoa muito descontraída, que costumava falar sorrindo e que para tudo tinha uma piada. “Ele trabalhou mais de 20 anos na 98 FM e deve ter entrado nos anos 80 mais ou menos. Fez história como locutor sertanejo em um programa que fazia das 5h às 8h”, ressalta. Mauricio expõe ainda que a simpatia e o sucesso eram tantos que, inclusive, as participações dos ouvintes foram um marco naquela época, com ligações e todos os tipos possíveis de interação. “Foi um desbravador do rádio prudentino”.

O colega da mesma rádio, Luciano Reis, não deixa de mencionar o comportamento brincalhão e bem-humorado, além de destacar que ele foi importante para uma época em que os veículos como um todo tinham um formato mais sério. “Ele quebrava um pouco essa coisa meio engessada que tinha na época. Se ele não foi o primeiro, foi um dos primeiros do Brasil a fazer o trabalho que fez com a música sertaneja”.

Além de radialista, Sinézio se destacou como escritor, poeta e pela sensibilidade que rendeu a ele, conforme os amigos, inclusive prêmios.