Barruada

OPINIÃO - Walter Roque Gonçalves

Data 23/05/2020
Horário 04:48

Segundo matéria veiculada no R7, o Sr. Joaquim Antônio, 72 anos, carinhosamente chamado de Barruada, trabalhava vendendo cachorro quente em frente a uma escola em Recife (PE) e agora, com a pandemia e a suspensão das aulas, está sem renda. Incentivado por Wellington Ferraz e um grupo de ex-alunos, Barruada colocou um vídeo na internet pedindo ajuda. Em pouco tempo, a soma dos depósitos chegou a R$18 mil. O que o levou a gravar um novo vídeo dizendo “Vamos parar, por favor [...], o que vocês me ajudaram já dá pra vencer a batalha”. Barruada, exemplo de honra e dignidade a ser seguido, que nos enaltece como brasileiros.

Por outro lado, as denúncias, investigações e suspeitas de maracutaias milionárias que visam roubar o dinheiro público têm aumentado. Estes bandidos não só roubam os recursos dos cofres públicos, eles matam tanto quanto o vírus, são assassinos de colarinho branco. Cada respirador, kit de equipamento de proteção individual e leitos de hospitais que não chegam a tempo e para quem precisa de fato, são vidas que poderiam ser salvas e graças a estas infelizes almas perdidas, não serão mais.

Segundo o jornal “Estado de Minas”, a Polícia Federal investiga a compra de respiradores e kits de proteção individual por valores 200% maiores do que o de mercado. O Departamento de Comunicação da Polícia Federal de Vila Velha (ES) informou que há diligências para prender criminosos que clonaram cartões e sacaram indevidamente o auxílio emergencial, vários criminosos foram identificados pelas câmeras. Além de 30% das pessoas que pediram o auxílio pelo aplicativo não terem o perfil e mesmo assim entraram com pedido, segundo site G1.

Estes são os dois Brasis. De um lado pessoas de bem como o Sr. Barruada, que geram uma grande e virtuosa corrente do bem e que são capazes de fazer o impossível acontecer. E de outro lado, criminosos de colarinho branco que roubam dinheiro público e, por conseqüência, matam tanto quanto a Covid-19. Espera-se que nesta queda de braço, os criminosos sejam punidos exemplarmente e que o bem prevaleça, precisamos de mais pessoas como o Sr. Barruada para fortalecermos o orgulho de sermos brasileiros e vencermos esta batalha.

 

Veja também