Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC/Divulgação - Doni comemora golaço que ajuda a selar classificação do time alvinegro da Vila

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC/Divulgação - Doni comemora golaço que ajuda a selar classificação do time alvinegro da Vila

COPINHA

Da Vila Líder para a Vila Belmiro

Prudentino Doni, que fez golaço, um dos 7 a 0 sobre o Olímpico (SE) na Copa São Paulo, na segunda-feira, expõe sua alegria em estar no Santos F.C e exalta com orgulho sua origem

  • 08/01/2020 06:55
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

Presidente Prudente não tem, ainda, um time participando da Copa São Paulo de Futebol Júnior, conhecida como Copinha, que iniciou no dia 2 e segue até o dia 25. Mas, vem sendo representada com nomes prudentinos, jogadores que estão disputando a 51ª edição da competição em outras equipes, como é o caso de Andrei Irineu Silva Oliveira, jovem que sonha chegar ao Barcelona, como mostrado ontem por este diário. E hoje, “da Vila Líder para a Vila Belmiro” é a vez de entrevistar o meio-campista Donizete Júnior Marra Bahia, 19 anos, o Doni, um dos jovens astros do Santos Futebol Clube (Grupo 2) que marcou um golaço, um dos 7 a 0, anteontem, contra o Olímpico de Sergipe.

“Fiquei muito feliz por conseguir ajudar a minha equipe. Na hora que peguei a bola e sofri a falta, pedi ao Sena pra mandar em mim que iria fazer o gol. Quando vi a bola indo em direção ao gol já comemorei. Graças a Deus consegui acertar um belo chute”, diz o jovem prudentino exaltando orgulhoso que mora atualmente em Santos, mas que é de Presidente Prudente, da Vila Líder, zona leste da cidade!

Doni diz que a expectativa dos meninos da Vila é muito boa na competição. Que trabalharam forte na preparação, chegaram bem, fizeram dois grandes jogos e estão focados para chegar à final e serem campeões.

O garoto, que começou a jogar futebol na escolinha do Jardim Brasília (de 2006 a 2010), depois foi para a Semepp (Secretaria Municipal de Esportes), onde ficou por dois anos, e finalmente no Grêmio Prudente até 2015, fala do retorno desse time agora em 2020. “A volta do Grêmio Prudente é muito importante, por ser um clube que tem tradição e porque tem muitos bons jogadores na cidade, que depois do Corintinha nunca mais teve um time para grandes competições”, expõe o atleta da baixada.

Bons exemplos na vida vêm de berço! E assim na maioria das vezes é no esporte, onde filhos seguem o caminho dos pais, tios, primos... Foi o que aconteceu com Doni, que teve o pai como exemplo de amor pelo futebol. “Meu pai, Donizete Gonçalves Bahia, sempre jogou, foi campeão várias vezes pelo Amador de Prudente e desde pequeno eu gostava de ir com ele aos campos, não perdia um jogo. Sempre gostei do seu jeito de jogar. Enfim, a inspiração vem dele!”, exclama o jovem, que sempre sonhou em jogar no Santos, que ele via como grandes craques, bons jogadores Pelé, Robinho e Neymar Jr. “Espero ser muito feliz no clube e fazer muitos gols”.

LÍDER, SANTOS

BUSCA TETRA

Tricampeão da Copinha, o alvinegro da Vila disputou a primeira em 1984, coincidentemente, ano em que foi campeão paulista, e depois ergueu a taça novamente em 2013 e 2014. Segundo Maikon Camargo, assessor de imprensa da base do Santos, a missão dos meninos que têm como treinador Marcio Zanardi (campeão da competição em 2012 com o Corinthians) é o tetracampeonato.

Segundo Maikon, o Santos lidera o Grupo 2 com 6 pontos conquistados, saldo de 10 gols positivos, venceu o Timon (MA) por 3 a 0, e na segunda-feira ganhou do Olímpico de Sergipe por 7 a 0. Praticamente classificado. “Não matematicamente ainda, mas é difícil ficar de fora. O segundo do grupo é o Marília com 3 pontos, saldo zero de gols; seguido do Timon, que tem 3 pontos e saldo de 2 gols negativos; e o lanterna é o Olímpico, com 8 gols negativos. Assim está desenhada a classificação do nosso grupo”, informa o assessor, que também é da região, de Tarabai.