Isolamento social e leitura: uma viagem interior

Neste momento, os livros podem estar incluídos no dia a dia das famílias, pois eles fazem com que o leitor se internalize, se volte para dentro de si e abre um mundo bom de intimidade

VARIEDADES - OSLAINE SILVA - Da Redação

Data 21/04/2020
Horário 15:00
Cedida: Regina diz: “por um livro é possível escapar das paredes das casas e fazer grandes viagens” Foto: Cedida: Regina diz: “por um livro é possível escapar das paredes das casas e fazer grandes viagens”

Dentre tantas coisas, a leitura é uma das atividades que podem ser incluídas no cotidiano das famílias durante esse período de distanciamento social pela quarentena em prevenção ao contágio da Covid-19. Isso porque, o tempo dedicado aos livros contribui diretamente para promover alívio das tensões e do estresse.

Para a mestre em Educação, bibliotecária e coordenadora da Rede de Bibliotecas da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), Regina Liberati Silingovschi, 59 anos, por um livro é possível escapar das paredes das casas e fazer grandes viagens para regiões, lugares incríveis através da imaginação!

Segundo ela, a leitura é algo maravilhoso que faz com que o leitor se internalize, se volte para dentro de si e abre um mundo muito bom de intimidade interior. Regina enfatiza que a leitura esclarece, faz a pessoa buscar informações de lugares que gostaria de conhecer. Ou seja, é possível dar a volta ao mundo sem sair do lugar.

“Eu não leio o tanto quanto gostaria, pelo fato do trabalho diário já envolver muita leitura, mas assim como a música a gente sempre tem aquele tipo preferido. E, neste momento em que estamos nos sentindo sozinhos, reclusos em casa, é bom buscarmos o que nos faz bem. Então, além de fazermos aquela leitura obrigatória que é importante para nos mantermos atualizados, como de informações, estatísticas, sobre o mundo, devemos acrescentar a leitura prazerosa”, destaca a bibliotecária.

Complementando, o bibliotecário Murilo Tomiazzi Misael, que atua na Biblioteca Municipal, localizada no Centro Cultural Matarazzo destaca que nesse momento a leitura contribui, inclusive, para a compreensão e interpretação dos textos que são veiculados, publicados e chegam até o público. “É importante para que a gente não acabe caindo nas fake news disparadas, principalmente nas redes sociais, whatsapp. Ou seja, a leitura neste momento mais do que nunca é de fundamental importância, desde orientações dos cuidados que devemos seguir contra o coronavírus, até entender um pouco os mais complexos da área médica, etc”, acrescenta o bibliotecário municipal.

 

 

Veja também