Novo normal

OPINIÃO - Walter Roque Gonçalves

Data 16/05/2020
Horário 04:58

No filme “De Volta para o Futuro”, o cientista excêntrico Doc Brown ilustra para Marty McFly uma mudança na linha do tempo que resulta em outra realidade no espaço tempo. A pandemia pode não ser uma máquina do tempo como no filme, mas tem o poder de transformar o futuro da mesma forma. Todos nós esperamos que tudo volte ao normal, mas isto não acontecerá, ao menos não da forma que era antes, teremos que nos acostumar com um novo normal.

O “novo normal” é tratado pelo professor de Planejamento Estratégico da conveniada FGV (Fundação Getúlio Vargas), de Campinas (SP), Robinson Zanon Gomes, no artigo “Gestão da Empresa durante a Crise causada pela Pandemia. Quais são os aprendizados?”, publicado em sua página nas redes sociais. Neste, Gomes ressalta que o caminho é “criar um tecido com o conhecimento, ligando os pontos entre as melhores práticas (...) tomadas por empresas que têm se saído relativamente bem neste período”.

Este é o momento de seguir em frente, seja da forma que for, dar o melhor e buscar conhecimento para gerar o equilíbrio

Na linha defendida pelo professor, está o ponto que estamos vivendo neste momento, a transição entre o passado e futuro, como se estivéssemos em plena viagem na máquina do tempo. Este é o momento de seguir em frente, seja da forma que for, dar o melhor e buscar conhecimento para gerar o equilíbrio e jogo de cintura tão necessários para a sobrevivência neste momento. Cada empresa tem a sua própria realidade, não é devido ao mundo estar em crise que a sua empresa obrigatoriamente também estará.

Foco nas necessidades dos seus clientes ou até de novos clientes. Antes de demitir seus funcionários, lembre-se que precisará deles para quando tudo isto passar, busque os incentivos do governo, parcerias estratégicas, renegocie dívidas, reorganize a casa e encontre o ponto de equilíbrio para a sua empresa. Como tudo na vida, a pandemia e a quarentena obrigatória passarão! Portanto, lute, prepare-se para o pior, mas espere o melhor do futuro, e receba, de braços abertos, as novas oportunidades e desafios do novo normal.

 

 

Veja também