PPFC perde e depende da matemática para acesso

 14/11/2017  - THIAGO MORELLO - Da Redação

A A A

Para quem acha que matemática e esporte não tem nenhuma ligação, está enganado, pois é exatamente dela que o PPFC (Presidente Prudente Futebol Clube) precisa para seguir em frente no Campeonato Paulista Sub-20 da Segunda Divisão. Fora de casa, no último sábado, o time perdeu por 2 a 0 para o Guarulhos e precisa vencer a partida de volta, pensando em algumas combinações de resultados. O time vai ter que ganhar de dois gols de diferenças para garantir o empate, isso levando em conta os dois jogos. Por ter tido uma campanha melhor ao longo da competição, tal situação já garante vaga à final.

Mas para ganhar de 2 a 0, 3 a 1, 4 a 2 e assim por diante, como precisa, o PPFC não pode cometer os mesmo erros do último confronto, que, de acordo com Horácio Luiz de Castro, técnico da equipe, foi ocasionado pela falta de atenção. “A gente bobeou no início e não mostramos o rendimento necessário. O Guarulhos teve 100% de aproveitamento dentro de campos e fez o que tinha de ser feito para levar o jogo. Dominaram a partida”, assume. Ainda de acordo com ele, choveu durante o confronto e, por serem “donos” do gramado, puderam aproveitar mais o gramado sintético, o que não é de costume do PPFC.

Contudo, para sábado, quando ocorre a partida de volta, Horácio argumenta que precisam e vão ser mais atentos com marcação mais forte e irão usar a vantagem do campo, já que o confronto será dentro de casa, no Estádio Municipal Caetano Peretti. Local que será a segunda casa dos atletas. “A gente vai treinar hoje, amanhã, feriado, enfim, a semana toda. O time ficou abaixo do rendimento da última vez, e não queremos que isso se repita. Sendo assim, nada melhor que treinar. Será uma semana de programação intensa”, considera.

E no que diz respeito à expectativa, o treinador garante que não podia ser melhor. Apesar de não concluir o jogo da melhor forma, no primeiro confronto, o grupo fez uma das melhores campanhas no Paulistão e, acima de tudo, quer vencer. Para isso, a tática será baseada em um posicionamento mais ofensivo, estilo 4-3-3, pensando em fazer com que a bola passe do meio-campo e tenha mais força e assistência para chegar até a área adversária.

“O negócio é dar força para a molecada, corrigir o que houve de erro e fazer o primeiro gol logo de cara para segurarmos vantagem. Torcida está ai, estaremos em casa incentiva e ajuda mais ainda por ser nosso campo. Só precisamos fazer o dever de casa”, finaliza.

Comentário