Jean Ramalho: Pépe: técnico de Natação

Foto: Jean Ramalho: Pépe: técnico de Natação

Entrevista

Sucesso no atletismo e impulso na natação

Elvancir Pereira do Nascimento, Pépe, técnico de natação

  • 29/12/2019 08:05
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

Professor de Educação Física, pós-graduado em Atividades Aquáticas e Fisiologia e mestrado pela Unesp (Universidade do Estado de São Paulo). Ele era do atletismo, mas foi na natação que se encontrou como “paizão” dos seus nadadores! Elvancir Pereira do Nascimento, o Pépe é o técnico da equipe de ouro 2019 da Semepp (Secretaria Municipal de Esportes de Presidente Prudente)!

 

Como avalia o ano de 2019 para a natação prudentina?
Simplesmente maravilhoso! Conquistamos muitas coisas, títulos e medalhas importantes. Vários atletas, conseguimos revelar novos valores para o esporte. Sem dúvida foi um ano muito melhor, que superou as expectativas em relação a 2018!

Quais foram as principais conquistas da equipe neste ano? Algum reforço já em mente para o ano que vem?
Dois dos nossos grandes reforços neste ano foram a Isadora de Mello, que veio de Paraguaçu Paulista, e o Daniel Antonio Valente de Lima, que veio de Assis, para somar com os demais da equipe. Além destes, não podemos esquecer do Bruno Hosokawa de Oliveira, campeã Paulista, foi vice-campeão Brasileiro e a Camila Kanegaki, de apenas 11 anos, três provas com ouro em todas, tanto no campeonato de verão quanto de inverno, a Laisa ferrer e o Gabriel Nishi, João Victor Zanetti Martins, Gustvo Nakamashi, Jéssica de Oliveira, Eduardo Albano. Nossa, foi um ano de muitos sucessos, graças a deus com muitas conquistas!

Algum reforço para 2020?
Para 2020 é importante novos reforços, principalmente para Jogos Regionais, Abertos... inclusive já estou em negociação com cinco atletas, dois de fora do Estado de São Paulo e três aqui da região. Dois já estão praticamente certos. Isso para darmos uma reforçada a mais em nossa equipe, mas o mais importante é que estamos conseguindo manter a base de 2019.

Quais as principais conquistas de 2019?
Campeão dos Jogos Abertos da Juventude, dos Jogos Infantis, vice dos Jogos Regionais e a principal conquista foi o quinto lugar no Campeonato Infantil entre as cinco melhores. Baatemos grandes equipes. Campeão da travessia do Rio Paraná.

Já estão de férias? Quando a equipe volta a treinar?
Sim, agora vamos descansar e no dia 14 de janeiro retornamos para nossa casa, o Parque Aquático do Centro Olímpico “Antonio Macca”.

De onde você é e quando chegou em Presidente Prudente?
Sou de Recife (PE). Cheguei em 1989, pelo atletismo, fiquei seis meses, voltei para casa e depois em 1990 vim de vez para cá. Eu corria os 400 m (metros) rasos. Fui campeão Paulista, Brasileiro, sul-americano. Era bom [risos].

Como foi que a natação entrou em sua vida? Foi nadador profissional?
Quando me formei em 1992, era estagiário de natação, depois passei a trabalhar com a modalidade e aí montamos nossa equipe de formação de treinamento.

Chegou a competir pela natação?
Não, apenas pelo atletismo. Meu pensamento era o seguinte, já tinha o Jayme Neto Jr. que estava comandando numa crescente e eu não queria ser auxiliar a vida inteira. Queria o meu espaço. Já era atleta da Semepp e perguntei se não tinha nenhuma vaga em qualquer outro lugar e me foi dito que tinha na natação. Te juro, eu não tinha conhecimento nenhum da modalidade. Aí, fui estudar, fazer cursos, estágios. [risos] é interessante a história.

Você teve alguma grande referência que te inspirou na natação?
Na verdade, minha base vem desde a escolinha com a professora Edinha, Silvana Aparecida. Fiz estágios com as professoras Suzana Campos e Márcia Regina Brambila Machado que já estavam na Semepp. Fiz na Apea (Associação Prudentina de esportes Atléticos) que era um grande time. Roberto Kitagawa, o Formiga, Idalestro Barbosa. Eu não sou só treinador, também sou professor de natação.

Seus filhos estão indo pelo mesmo caminho do pai. Como é isso?
Sim, dois dos quatro [risos]. Um está se formando, em Educação Física, o Marcelo Antonio, 25 anos, que já está trabalhando com as categorias de base, mirim e petiz, e o Elvandro Pereira do Nascimento, 23, que está me auxiliando também que começou a faculdade este ano. Um está entrando e o outro saindo [risos], graças a Deus.

Fale-me um pouco do Pépe treinador e atleta?
O Pépe treinador é realmente muito severo, bravo, puxo a orelha quando preciso exatamente por ser muito determinado na profissão, apaixonado pelo que faço. Como atleta me sinto realizado, o atletismo me abriu as portas, especialmente aqui em Presidente Prudente!

E o Pépe pai e esposo?
Ah, sou aquele paizão mesmo, de pôr no colo. Tem dois adolescentes ainda, e você precisa estar sempre conversando, orientando. Mas, eles são bem na deles, dois adolescentes, uma terceira entrando nessa fase: ‘oi’, ‘tá tudo bem’, tudo certo’... e eu não gosto de invadir muito o espaço deles. O Pépe esposo é muito parceiro há 23 anos, sempre juntos nos eventos, compromissos. E o mais legal é que realmente encontrei uma esposa parceira que entende o meu trabalho, que segura a onda dos tempos em que tenho que ficar fora, em viagem...

O que falta no esporte? O que você gostaria de ver acontecer no esporte?
Primeiramente, que a educação andasse junto com o esporte, que infelizmente isso não acontece em todo o nosso país. A segunda coisa, que as universidades dessem um apoio maior, pelo menos uma bolsa de estudos como é nos Estados Unidos. E que os empresários investissem um pouco mais porque acredito que o maior e melhor projeto social está dentro do esporte, uma vez que dá para tirarmos as crianças das ruas, deixa-las longe das drogas, dar um rumo pra elas que é um dos principais objetivos de quem trabalha com o esporte.

Quer fazer algum agradecimento especial?
Sempre agradecer a Prefeitura, por meio da Semepp, ao Colégio Criarte, Pruden Aço que nos ajuda a mais de 15 anos, Medina Sports

PERFIL
Nome:
Elvancir Pereira do Nascimento, Pépe
Idade: 50 anos
Formação: Educação Física, pós-graduação em Atividades Aquáticas e Fisiologia e mestrado pela Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Presidente Prudente
Atividade profissional: Professor de Educação Física
Onde nasceu: Recife (PE)
Esposa: Maria Luciene da Silva
Filhos: Marcelo Antonio, Elvandro Pereira do Nascimento, Maria Eduarda, 11, e Enzo, 7
E-mail: Pepeunoeste@hotmail.com